Cinquenta Tons de Cinza - E.L. James

Postado por Bia Carvalho

sexta-feira, 21 de setembro de 2012



"Somos diametralmente opostos e de dois mundos diferentes. Eu me imagino como Ícaro se aproximando demais do Sol e caindo na Terra todo queimado em consequência disso."
Pág. 92


Editora: Intrínseca
Páginas:460
Série: 50 shades of Grey #1
Faixa etária: 18+
Onde comprar: Saraiva

A História: Anastasia Steele, uma estudante de literatura, é levada pelas consequências do destino a entrevistar o belo e enigmático Christian Grey em seu escritório. Controlador e seguro de si, ele desperta uma imensa curiosidade na garota, que nem suspeita que obteve o mesmo efeito sobre ele, mesmo sendo tão comum e até um pouco desengonçada.
Contudo, Ana sequer imaginava que estava prestes a ser envolvida em uma teia de sedução, vendo-se completamente tentada por aquele homem. Grey, por sua vez, dono de um passado traumático e tortuoso, deseja apresentar Ana a seus segredos de sexo e submissão, mostrando-a um mundo completamente novo e sombrio.

Minha Opinião: Relutei muito antes de fazer essa resenha, porque sei que livros muito comentados e que causam essa comoção geral no mundo da literatura são muito perigosos. Especialmente quando você resolve que não gostou do que todo mundo gostou. Bem, então, se você é daqueles que não aceita uma crítica negativa de um livro que amou, não continue a ler esta resenha.
Primeiro de tudo quero enfatizar que eu (mulher, adulta, mente aberta e apaixonada por literatura de entretenimento) sou totalmente a favor de livros com cunho mais adulto, com cenas sensuais e personagens controversos. Porém, sou a favor de livros, já que vou ler um romance, que tragam uma história que me faça fantasiar, imaginar e pensar no enredo durante o dia. Bem, Cinquenta Tons de Cinza não me proporcionou nada disso. 
Para ser sincera, eu, que já perdi a conta de quantos livros já li (ainda bem que existe o Skoob para contabilizar para mim), conheço inúmeras histórias muito mais sensuais e quentes do que esta. Aliás, esta é a prova de que um bom marketing pode fazer milagres por QUALQUER livro.
Bem, mas falando sobre a obra em questão: a escrita de E.L. James é fraca, embora a construção de seus personagens seja interessante. Ela é repetitiva, cansativa em suas descrições de o quanto Grey era lindo e etc..., contraditória e apressada. Contraditória e apressada? Sim! Até entendo romances relâmpago quando acontecem em livros sobrenaturais, com aquela famosa questão de "imprinting", ou seja lá que nome tenha. Porém, em um livro que se propõe a mostrar a realidade da melhor forma possível, um personagem tem que ter uma personalidade formada e consistente. Se Grey afirmou que não faz amor, que é uma convicção sua desde que se entende por gente, como ele muda de ideia logo na primeira cena sensual do livro? E não é apenas isso, mas vou deixar que vocês tirem suas próprias conclusões de como tudo aconteceu rápido demais.
Eu demorei muito tempo para concluir minha leitura, porque só me vi realmente interessada no livro no final do mesmo. E ainda assim, não consegui acrescentar mais uma estrelinha na minha cotação.
Quero enfatizar que essa é uma opinião pessoal. Infelizmente não consigo mais pegar um livro e simplesmente lê-lo sem pensar no enredo, na construção dos personagens e na capacidade do autor em criar uma narrativa interessante e bem feita. De qualquer forma, acho que a publicação de Cinquenta Tons de Cinza foi válida para que as editoras abrissem os olhos para o público mais aduto que andava um pouco esquecido. Entretanto, acho que existem livros muito melhores por aí e que mereciam igual atenção.

Quantas estrelas: 

Vídeo: Não há como não pensar nessa música ao ler esse livro, apesar do ritmo ser animadinho demais. S&M da Rihanna.

20 comentários:

AGRIDOCE testemunhou...

Bia, pra quem gosta de romance de bancas sabe que existe livros muitos mais sensuais que 50 Tons. Pra quem não tá acostumada a ler ,realmente se deslumbra com o Sr. Grey. E esse lado dominador dele mexe com o fetiche da mulherada. Eu gostei de 50 tonas mais escuros bem mais que o 50 tons de cinza. me pareceu que ela quis construir melhor os personagens, inclusive a Ana que todo mundo achou ma chata, no segundo ela foi melhor desenvolvida. Em fim, gostei da sua resenha e concordo com você em alguns pontos. bjs
Eykler

www.aghridoce.blogspot.com.br

Vanessa Orgélio testemunhou...

PRimeira resenha que vejo desse livro de alguém que não gostou, mas amiga, sendo vocÊ quem é, e confiando tanto em seu bom gosto, até me desinteressei pelo livro. Provavelmente vou le-lo por curiosidade, tamanho falatório ele tem dado motivo, mas agora lerei com outra visão!

Amo-te!

Verônica Sobreira testemunhou...

Oi, Bia
Na verdade minha leitura está meio atrasada que ainda não li 50 tons. Aqui em casa nós não esperamos nem a Intrínseca liberar porque minha prima e minha mãe estavam alvoroçadas pra ler de tanto que ouviram falar. Muitas pessoas o compara a Crepúsculo sendo que hot, não sei ainda minha opinião. Legal sua resenha. bjkas

VAN testemunhou...

Bia, odiei o primeiro e estou curtindo o segundo. A narrativa não melhora, mas a história sim. Vale a pena conferir... Mas só fica bom lá pela metade! Bjooooo

Débora Lauton testemunhou...

Bem, eu não achei nenhuma obra prima da literatura, mas também não desgostei...
Só achei muita propaganda para pouca coisa, já li muitos livros mais pesados que esse e de BDSM ele não tem nada...
Vou ler o segundo para ver como as coisas se desenrolam...

beijos,

La Sorcière testemunhou...

Bia, eu gostei bastante. Inclusive achei bem romântico - Anastasia testando seus limites e Grey ficando aquém dos seus, tudo para fazer o romance dar certo... pq já não era só sexo, era amor tbm. Bem, a verdade é que não sou expert no gênero, quase não leio romance, mas desse, gostei bastante. bjks

camila testemunhou...

Nossa flor, 2 estrelas só hehehe
Eu ainda não li então não sei o que dizer, mais isso acontece mesmo, uns gostam e outros não... eu mesmo fiz uma resenha hj meio negativa no blog e que a maioria no skoob gostou... Fazer o que.. pontos de vista de cada um..
Eu vou ler o livro e tirar minhas proprias conclusoes e vc vai saber ^^

bjs
http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

Joana Masen testemunhou...

Bia, acabei de ler o livro ontem, e concordo com você sobre a construção dos personagens, a autora realmente não soube manter a postura que eles apresentaram no começo da história, e tudo muda muito rápido. Mas um ponto a favor desse tipo de narrativa, para mim, é que a leitura fica mais fácil, pois a história flui, e não fica com enrolação.
Mas meu lado poeta (e mulherzinha, rsrs), gosta de romances, histórias de amor em que alguém venera outro alguém, e sofrimento, e dor, e depois final feliz. Gostei da história, apesar de achar que a escrita E.L.James cansa demais com tanta repetição.
Você está certa em expor sua opinião, e quem não entender isso é um belo ignorante.
Engraçada a questão da música, por que eu pensei em várias durante a leitura, mas essa passou longe... talvez por eu não simpatizar de jeito nenhum com a cantora.
Te convido a conhecer meu blog: http://seiqueeusei.blogspot.com
Bjos!

Renata testemunhou...

Oi Bia!! As opiniões estão bem dividas sobre esse livro. Li resenha de pessoas que amaram e outras que detestaram. Isso só aumenta minha vontade de ler e descobrir o que eu vou achar. bjs

Karen S testemunhou...

Prezada Bia
Ler a sua crítica negativa a este livro foi um alívio e um bálsamo. Eu achei o texto fraco, a relação dos personagens muita chata, muita repetição, obviedade e chavão para uma obra que está sendo tão celebrada. Concordo que gosto não se discute, mas por um minuto achei que eu havia enlouquecido, sendo uma das únicas pessoas a não gostar do livro. Ah, minha melhor amiga tb não gostou... e a gente ficava rindo com as passagens frívolas e aqueles emails embaçados trocados entre as personagens.O cara pode ser lindo, rico e bem sucedido, mas é muito chato também. Ciumento à exaustão e mais interessado em saber se ela comeu!!! Honestamente, quando era pequena, lia muito aqueles romances de banca, tipo Sabrina. Aquilo tinha muito mais emoção e eu fantasiava mil vezes mais com a história. Por incrível que pareça tinha mais suspense no romance que esta trilogia fraquinha. Como se explicam fenômenos de sucesso como esse? Não se explicam! Bjs

A Mente da Mulher testemunhou...

Oi, Bia!

Concordo com você que o marketing pode vender um livro, concordo com você que se quiser ler um bom livro sobre sadomasoquismo, submissão, etc. 50 Tons não é a melhor escolha, concordo com você que a leitura do livro empaca em certas partes.
Onde eu discordo? Na construção dos personagens. Não é a James que se contradiz. É Grey que não se conhece, que nunca se entregou e, apesar de tão poderoso e dominador, caiu de 4 pela ingênua Ana.
E mais: se alguém usa outrem neste livro é Ana que usa e abusa de Grey. Acho que ainda vamos descobrir que esta é uma constante na vida dele.
Em uma leitura mais atenta, a gente acaba percebendo que Grey é carente, inseguro, faz tudo para agradar e do tipo cuidador. Ele é que se submete às restrições da Ana.
Também escrevi sobre o livro lá na Mente. Dá uma olhadinha. Dei até sugestão sobre um verdadeiro livro sobre submissão feminina. ;)

Janaina Barreto testemunhou...

Oi, Bia!
Já percebi que nesse mundo de editora, a propagando nem sempre reflete a realidade. Livros muito elogiados e que estão envoltos nessa animação toda, sempre me decepcionaram... Cheguei a ler alguns trechos de 50 tons e não gostei... Um livro sensual preciso ser muito bem escrito não não se tornar um livro idiota.

Beijos ;*

Cida testemunhou...

Este livro gera muitas controvérsias e preciso tirar minhas conclusões, tem quem ama e quem odeia, mas acho que a propaganda em massa aumentou demais as expectativas das pessoas, o que acaba decepcionando muita gente no final.

Bjos!

Cida

Biazinha testemunhou...

O livro tem seus defeitos,e a narrativa da autora tem suas derrapadas,mas eu gostei do livro,mas sou plenamente ciente de que a trilogia só fez esse sucesso todo porque a editora foi inteligente e bancou uma mega promoção e divulgação dos livros.

bjss

Bianca

www.apaixonadasporlivros.com.br

Elimar Machado testemunhou...

Concordo com tudo que você disse. Li o livro pressionada pela blogsfera (eu confesso), porque é dificil acompanhar todas a discussão e ficar totalmente alheia. O Grey é um personagem contraditório, não porque foi construído assim, mas porque a escritora se perdeu na construção de sua personalidade. O cara é um dominador apaixonado! As palavras por si só já são contraditórias... Minhas críticas são até mais duras que as suas, mas não vou fazer resenha desse livro não. Deus me livre apanhar na rua... kkkkkkkk

Liachristo testemunhou...

Oi Bia, eu gostei do livro, apesar de achar a história fraca e de achar que a autora é bem fraquinha na escrita. Acho que o que realmente faz sucesso e fez todo este estardalhaço é o Sr. Grey, e neste ponto eu discordo de você, porque eu gostei muito dele como personagem... Mas, o segundo livro é muito melhor... Bjus
Lia Christo
www.docesletras.com.br

Natiii testemunhou...

Eu li a trilogia em inglês bem antes de lançar aqui,e posso dizer que 50 shades of grey é o meu preferido dos três.
Acho que esse livro,como vc disse é uma ótima oportunidade para as editoras focarem em gêneros mais adultos e até mesmo nos New Adult como Belo Desastre,que ao meu ver é um livro excelente.
bjs Nati

Felipe Ciaccio testemunhou...

concordo plenamente com a sua resenha do livro, ele é realmente muito fraco e não merece toda a comoção que foi criada

Raquel Machado testemunhou...

Oi Bia,
Sabe que esse livro também não foi tudo aquilo que eu esperava e que todos falavam...sei lá li o toda sua depois e apesar de eles serem praticamente muito parecidas achei que pelo menos esse segundo tinha um porque de tudo enquanto o cinquenta tons ficou sei lá estranho. Vou esperar muito baixar o preço para comrpar os proximos volumes se comprar...
Bjss
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

DÊ SEU TESTEMUNHO...