Resultado de promoções!!!

Postado por Bia Carvalho

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Ei, queridos!

Que tal conferirmos o resultado das promoções: O Natal das Blogueiras e Desejo Sombrio?

- NATAL DAS BLOGUEIRAS:


Parabéns, Cinthia!

Um dos blogs da promoção, irá entrar em contato com a ganhadora, para que ela possa nos informar os seus dados de envio.
A ganhadora terá até 3 dias para responder ao e-mail, que lhe for enviado. Caso ela não responda dentro do prazo, novo sorteio será realizado.

Cada blog é responsável pelo envio de cada livro disponibilizado na promoção, e o prazo de envio é de 30 dias a partir da data do retorno da ganhadora.

- DESEJO SOMBRIO




Parabéns, Jois!

Estou lhe enviando um e-mail requisitando seus dados, que deve ser respondido em até 72 horas.

O blog Amor, Mistério e Sangue se responsabiliza pelo envio do livro e tem até 30 dias para realizar a postagem do prêmio nos correios.


Obrigada a todos que participaram de ambas as promoções! 

Bem Profundo - Portia da Costa

Postado por Bia Carvalho

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

"Gostaria de revelar as suas curvas sinuosas, beijar e acariciar você com a minha língua até deixar você em um estado em que não consiga ficar imóvel..."


Editora: Planeta
Páginas: 256
Série: -
Faixa etária: 18+
Onde comprar: Saraiva

A História: Fora dos padrões convencionais de beleza, Gwen é uma bibliotecária com uma vida beirando o tédio. Divorciada, sem sexo há bastante tempo e um pouco solitária, ela jamais esperava que um certo dia, um bilhete, deixado na caixa de sugestões da biblioteca mudaria sua rotina completamente.
Um admirador secreto, usando o pseudônimo Nemesis, começa a lhe enviar mensagens eróticas, que começam a ajudá-la a fazer avanços com Daniel, o homem que Gwen admira na "vida real".
Mas será que esse envolvimento de Gwen com o desconhecido não pode chegar um pouco longe demais?

Minha Opinião: Pegando carona nesta leva de livros eróticos, onde tudo é válido para realizar uma fantasia sexual, temos Bem Profundo. Um livro de uma autora, até então, desconhecida no Brasil. Uma aposta da editora Planeta para não ficar para trás nessa febre provocada por 50 tons de cinza.
Mas é com grande alegria que afirmo que não há quase semelhança entre um livro e outro. Em Bem Profundo, nosso herói é de carne e osso, com uma condição financeira normal, a mocinha não é um lindo cisne, e sim uma mulher comum, e está logo explícito que a história está ali para entreter. Apenas isso.
Gostei muito da escrita de Portia. Claro que há a conotação sexual, cenas mais fortes, ela não mede seus termos, e é isso que deve acontecer em um romance erótico, não é mesmo? Não há suavização. Gostei também da forma como ela vai direto ao ponto, sem criar um romance irreal, que acotece de uma hora para outra, em um simples olhar. 
Para mim, o ponto negativo foram os poucos diálogos. Gwen é uma personagem excelente, seus pensamentos são bem humorados e interessantes, mas confesso que sou uma amante de conversas espirituosas, portanto, longas narrativas me deixam um pouco entediada. Que foi o que aconteceu na metade do livro, por isso demorei um pouco mais para terminar a leitura.
Confesso também que a solução do mistério sobre quem era Nemesis me deixou um pouco frustrada. Criei algumas teorias na cabeça, e a mais bobinha foi a escolhida pela autora. Mas, bem... o livro tinha outro papel que não era o suspense, então, não vamos pedir muito, não é mesmo?
Taí, portanto, uma boa pedida para quem quer um romance erótico de verdade!

Quantas estrelas:



Vídeo: Não consegui pensar em uma trilha sonora para este livro. Vou ficar devendo. Se conseguir me lembrar de alguma, edito o post!

Levada ao Entardecer - C. C. Hunter

Postado por Bia Carvalho

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012


"Quando estou com você é como ser bombardeado... Sobrecarregado de emoções. Eu não consigo pensar direito, não consigo raciocinar..."
Pág. 71
 

Editora: Jangada
Páginas: 384
Série: Acampamento Shadow Falls #3
Faixa etária: 14+
Onde comprar: Saraiva

A História: Kylie foi mandada para o Acampamento Shadow Falls há algum tempo. A princípio ela ficou horrorizada, pois todas as pessoas pareciam estranhas. Porém, com o tempo foi fazendo amizades e chegou até a se apaixonar. Por dois rapazes. No final das contas, ela descobriu que a estranha era ela.
Todos em Shadow Falls possuem poderes sobrenaturais. Há vampiros, lobisomens, faes, metamorfos... mas Kylie ainda não sabe o que é. E ela parece ter todos os poderes possíveis.
Para agravar sua situação, ela consegue ver fantasmas, e o último que lhe aparece tem uma estranha mensagem, com uma promessa de que alguém irá morrer. Mas será que Kylie será capaz de salvar, seja lá quem for?
 
Minha Opinião: Eu adoro essa série. De verdade. Não há nada de especial nela, não há nenhuma profundidade em seu conteúdo, ou na construção dos personagens, ou na escrita da autora, mas adoro a forma como as coisas vão se desenrolando, e simplesmente curto a leitura. Simples assim.
Levada ao entardecer manteve o ritmo gostoso da história, porém, é importante mencionar que é um livro mais lento do que os outros dois anteriores. Parece que não há muito mais a ser escrito para "enrolar", até a revelação da verdadeira origem de Kylie, que é o maior mistério de toda a série. Cada vez mais, novos poderes vão aparecendo, os outros parecem se desenvolver, mas nada nos dá pistas do desfecho deste mistério. Contudo, apesar de realmente o livro ser composto por simples "enrolação", é uma enrolação gostosa. E, no final das contas, somos FINALMENTE recompensados com a revelação que tanto aguardávamos. Bem nas últimas páginas. Porém, tenho que confessar que minha reação foi completamente inesperada. Talvez C.C. Hunter explique um pouco melhor, no próximo volume, que raios ela decidiu fazer com a história, mas acredito e confio em seu potencial como escritora.
O triângulo amoroso Derek X Kylie X Lucas permanece. Acho que esse impasse irá se manter até o último momento, e, sinceramente, não sei com quem a protagonista vai ficar. Eu ainda a sinto bem dividida, mas é totalmente compreensível. Ela está no auge da adolescência, cheia de problemas na cabeça e cada um dos dois a atrai de uma forma diferente. Eu confirmo minha preferência por Lucas, embora Derek tenha se mostrado muito interessante nesse volume.
O livro poderia merecer facilmente cinco estrelinhas, mas darei apenas quatro por um simples motivo: há uma cena, pela qual esperei muito tempo, a chegada do vilãozão da história, que fez a mocinha sofrer bastante no livro anterior. Jurei que essa cena prometia, que seria permeada por cenas de ação, suspense e tensão, mas ela durou apenas umas poucas páginas e tudo ficou resolvido de forma um pouco sem noção. Espero que tudo seja revisto e explicado no próximo livro.
Ainda assim, Acampamento Shadow Falls é uma série divertida, gostosa, que recomendo de olhos fechados.

Quantas estrelas:

 
 
Vídeo: Things will go my way do extinto The Calling embala bem as dúvidas e angústias de Kylie.
 



Promoção Reviravolta

Postado por Bia Carvalho

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Em parceria com a Editora Suma de Letras, o blog Amor, Mistério e Sangue irá sortear um exemplar do livro "Reviravolta". Que tal?

Quer saber o que eu achei do livro??? Clique AQUI.

E vamos ao que interessa...





Divulgando a promoção no Twitter, você ganha ainda mais pontos!!! A frase abaixo deve ser Tweetada apenas uma vez por dia!
SORTEIO REVIRAVOLTA DE MICHAEL CONNELLY, para os amantes de um bom suspense! @Blog_AMS1 + @Suma_BR http://bit.ly/SKkyvU

A promoção será válida até 15/01/2013.
O ganhador receberá um e-mail requisitando seus dados, que deve ser respondido em até 72 horas.
O Amor, Mistério e Sangue tem até 30 dias para enviar o prêmio.
 

Resultado da promoção "Um olhar de amor"

Postado por Bia Carvalho

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012


Parabéns, Pauline!

Estou lhe enviando um e-mail requisitando seus dados, que deve ser respondido em até 72 horas.

O blog Amor, Mistério e Sangue se responsabiliza pelo envio do livro e tem até 30 dias para realizar a postagem do prêmio nos correios.


Obrigada a todos que participaram!


Beijos!

Dizem por aí... - Jill Mansell

Postado por Bia Carvalho

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

"- Mais cedo, você perguntou se eu já havia passado pela situação de não saber como dizer a uma garota que eu gosto dela.
O estômago de Tilly deu um salto triplo e ficou suspenso no ar.
(...) - Bem, também tem você."
Pág. 218

Editora: Novo Conceito
Páginas: 430
Série: -
Faixa etária: 14+
Onde comprar: Saraiva

A História: Tilly levou um fora de um namorado que nem gostava tanto assim. Então, decidida a mudar sua vida radicalmente, ela aceita um emprego na casa de um homem excêntrico, em um pequeno vilarejo em Costwolds.
Como em toda cidade pequena, as fofocas e os boatos correm soltos, e muitos deles se voltam para um homem irresistivelmente atraente: Jack Lucas, um verdadeiro cafageste, que parece estranha e verdadeiramente interessado em Tilly.
Mas até onde Tilly pode acreditar nas histórias que contam?

Minha Opinião: Dizem por aí surgiu na minha vida em um momento muito propício. Ele veio como uma leitura leve e despretenciosa, em um momento onde meu mundinho estava de pernas para o ar (no melhor dos sentidos, não me entendam mal). Confesso que o livro não é nada de mais, mas me entreteu, e é isso que vale.
 O que um boato pode fazer na vida de alguém? Jill Mansell conseguiu reunir um conjunto de pessoas que estavam sofrendo exatamente deste mal: uma má fama. Achei muito interessante a forma como ela consegue demonstrar dois lados de uma mesma história, duas faces da moeda, criando uma atmosfera engraçada e, em certas partes, mais dramática.
A princípio, pensei que se tratasse de um chick-lit, algo mais superficial, hilário, sobre uma mulher abandonada que dá a volta por cima, mas não. Dizem por ai é um livro sobre pessoas, sobre comportamento humano, sobre atitudes e o poder da palavra, especialmente quando dita da forma errada e na hora errada. É sobre o que realmente importa: o que você acha de si mesmo ou o que as pessoas acham. E, no final das contas, mesmo com um livro aparentemente "bobo", ela conseguiu me fazer refletir e indagar a mim mesma: "Afinal, eu prefiro ser a pessoa que eu quero ser ou a pessoa que os outros querem que eu seja?"
Jill conseguiu criar um grupo simpático de personagens, fáceis de gostar (e alguns de odiar), mas como eu disse acima, nada é muito aprofundado. Há toda uma leveza na história, toda uma simplicidade que agrada. O livro é bem longo, mas por se tratar de uma escrita muito corriqueira, acabamos por virar as páginas sem ver a hora passar.
Em suma, Dizem por aí é uma excelente leitura para ser iniciada em uma tarde chuvosa, ou num dia de preguiça extrema. Garanto que lhe proporcionará momentos bastante agradáveis, especialmente de você não esperar muito.

Quantas estrelas:


Vídeo: Achei a letra de Too Good for you, da Sara Bareilles muito condizente com o livro:

Algemas de seda - Frank Baldwin

Postado por Bia Carvalho

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

“É a luta delas que me motiva. Sempre.
Sua doce agonia enquanto eu as levo até,
e além dos limites sexuais.”
Pág. 74
Editora: Geração Editorial
Páginas: 320
Série: Coleção Muito Prazer #1
Faixa etária: 18+
Onde comprar: Saraiva 

A História: Conheça Jake e Mimi. Ele, um contador com íntimas perversões sexuais. Ela, uma mulher comum, noiva, presa a um relacionamento convencional.
Em uma proposta ousada, Jake convida Mimi a assistir alguns de seus joguinhos pervertidos, que consistem em bondage, sadomazoquismo e tortura. Mas tortura com prazer.
Procurando uma liberdade que até então não conhecia, Mimi aceita a proposta e acaba se sentindo tentada a conhecer aquele mundo de perversão. Mas até onde isso pode ser perigoso?

Minha Opinião: Ok! Mais um livro erótico nesse mundo literário de meu Deus. Confesso que fiquei um pouco traumatizada depois da superficialidade de 50 tons de cinza, mas como Algemas de Seda prometia uma certa dose de suspense, acabei me sentindo interessada. Porém, confesso que foi mais uma decepção.
Vamos aos pontos positivos:
- A história é muito mais bem escrita do que 50 tons de cinza. Não há aquela enxurrada de repetições, há uma certa profundidade no texto, e o autor não quis encaixar um romance meloso em um livro onde não cabia. Ele soube dosar as coisas de uma maneira bem mais compreensível. Então, se você procura um super livro de romance e redenção, este aqui não é para você;
- Curti a construção dos personagens e a forma natural como eles se envolveram. Nada de homem zilionário, capaz de fazer tudo pela mulher, que pilota helicópteros e presenteia com carros importados. Jake é um contador. Até tem uma vida confortável, mas trabalha para isso. Além disso, nada de amor à primeira tropeçada aqui. Ambos sabem o que querem e ponto final;
- As cenas eróticas são realmente muito bem descritas, sem nenhum tipo de vulgaridade. E são bem mais criativas do que em 50 tons de cinza;
Bem, mas vamos ao que me incomodou durante a leitura:
- Não consigo conceber essa ideia de que para ter suas perversões sexuais a pessoa precisa ter um trauma do passado. Isso é tão clichê. Dizem que esses livros eróticos são libertadores, mas não concordo. Eles acabam mostrando que há uma explicação para isso, como se tudo fosse uma consequência de uma coisa ruim. E não é. As pessoas podem ter gostos variados sem precisar uma explicação para isso;
- O livro não conseguiu me prender. Acho que apesar de Baldwin escrever bem, não gostei do ritmo da leitura. Acho que o final ficou raso e o que mais me chamou a atenção na sinopse, que era a promessa de um suspense, foi tão sem graça que me desanimou totalmente ao virar a última página;
Em um todo, confesso que esse livro não me agradou como eu gostaria. Fiquei com um gosto de quero mais e ainda estou esperando um livro erótico que me faça ficar realmente impressionada.

Quantas estrelas:
 
Vídeo: Pelo clima e por partes da letra: Is it a crime da Sade:

Reviravolta - Michael Connelly

Postado por Bia Carvalho

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

"- Não tenta me sacanear, Haller.
- Então não sacaneia o meu caso. Isso aqui não é palanque eleitoral e não tem a ver com dinheiro. É um assassinato, chefe. Quer que eu consiga uma condenação, então me deixa trabalhar em paz."
Pág. 27

Editora: Suma de Letras
Páginas: 380
Série: Mickey Haller #3
Faixa etária: 16+
Onde comprar: Saraiva

A História: Michey Haller não é exatamente um advogado cheio de escrúpulos. O que lhe dá mais dinheiro é o que lhe agrada. E ele é bom.
Só que desta vez, ao contrário do que sempre aconteceu em sua carreira de direito, ele é chamado para ser o promotor, para estar do lado dos mocinhos e lutar contra um homemacusado de estuprar e assassinar uma menina de 12 anos. vinte e quatro anos atrás.
O problema é que o acusado tem uma prova de DNA que pode inocentá-lo, mas há quem ainda duvide da autenticidade desta prova, e é ai que Haller entra.
Com a ajuda de seu meio-irmão, detetive Harry Bosch e de sua ex-esposa, a promotora Maggie, ele encara a batalha, sem nem imaginar que sua vida estaria também em jogo.

Minha Opinião: Recebi esse livro da Editora Suma de Letras para resenhar e, curiosamente, no dia seguinte, o filme "O poder e a lei", estrelado por Matthew McConaughey e Ryan Phillippe, passou na televisão. Para quem não sabe, o filme mencionado é baseado em um outro livro de Michael Connelly, chamado "Adovgado de Porta de cadeia" (The Lincoln Lawyer, no original), cujo protagonista também é o charmoso e inescrupuloso adovogado Michey Haller. Sem nem pensar duas vezes, encantada com o filme, corri para iniciar minha leitura.
O livro é muito mais do que eu esperava. O nome "Reviravolta" não é por acaso. Há várias no livro. Mas acho que isso é uma característica do autor. 
A leitura não me fez perder o entusiamos nenhuma vez. Haller é um personagem extremamente bem construído. Ele é sacana, proporciona ótimos diálogos, além de ter uma performance impecável como advogado. Eu mencionei acima que ele é inescrupuloso, mas talvez essa não seja a palavra certa para definí-lo. Ele é ganancioso e não mede suas ações para obter lucro, entretanto, tem um certo senso de justiça e um coração bondoso, que fica muito evidente neste livro. As camadas de sua personalidade são um grande ponto positivo do livro, e é o que diferencia um escritor do calibre de Connelly para um principiante. 
Os outros personagens não ficam atrás. Bosch é igualmente interessante, e Maggie, a "parceira" ideal para Haller, contrastando seu incorruptível senso de justiça com os valores menos profundos de Haller. O mais legal de tudo é a relação de cumplicidade entre um e outro, apesar de serem divorciados. Até nisso o autor deu um show.
Fora os personagens, que, para mim, valeram pelo livro inteiro, a trama é incrível. Vai ser impossível não sentar em seu sofá e querer terminar a leitura inteira de uma vez. As cenas de tribunal (que sempre me fascinam) são ótimas e, no final das contas, fiquei desejando que fizessem um filme deste livro também. De preferência com Matthew McConaughey outra vez. Ele deu vida à Haller e não consegui imaginar outra pessoa para interpretá-lo.
Reviravolta é imperdível! Super recomendado!

Quantas estrelas:
Vídeo: Não consegui pensar em nenhuma música que combinasse com esse livro, portanto, segue o trailer de Poder e a Lei, filme mencionado na resenha.

Segunda edição de Jardim de Escuridão

Postado por Bia Carvalho

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Olá, pessoal!

Sei que faz tempo que não venho aqui falar sobre o meu livro, mas agora vou voltar a trazer algumas novidades sobre ele.

E que tal falarmos da segunda edição que está prestes a sair?



Curtiram a capa???

E para quem ainda não tem a primeira edição, segue uma super promoção:


Querem ganhar um exemplar autografado de Jardim de Escuridão*?

É simples! 

Faça uma postagem bem legal no seu blog contendo:

- Imagem da capa da nova edição do livro, anunciando a mesma;
(Link para a capa: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=532864403391860&set=a.261985213813115.76193.100000049167567&type=1&theater)
- Sinopse
- Link para Skoob: http://skoob.com.br/livro/125048
- Link para a página do Facebook: https://www.facebook.com/pages/Trilogia-das-Cartas/153299291407894?fref=ts
- Contato para compra: contato@biancacarvalho.com.br

O blogueiro que fizer a postagem mais criativa irá ganhar um exemplar da edição antiga do livro.

***

Não tem blog literário, ou tem mas quer participar desta forma também?

Faça um post no Facebook com as mesmas regrinhas. Quem fizer a postagem mais legal ganhará 10 marcadores autografados do livro!

Enviar o link das postagens para: biasbook@gmail.com


Você não pode perder esta promoção.


*Válida até o dia 20/12/12!

Abaixo das Nuvens - Lucas M. Carvalho

Postado por Bia Carvalho

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

"Uma coisa eu aprendi naquele momento: as pessoas não sabem o que você está vendo, e você não sabe o que elas veem. Que falha maldita!"
Pág. 135

Editora: Dracaena
Páginas: 198
Série: -
Faixa etária: 14+
Onde comprar: Site da Editora

A História: O ano é 2064. O mundo é completamente comandado pelo virtual. As pessoas não interagem mais, a não ser através da tela do computador e se conhecem por avatares... diversos.
Com esses avatares as pessoas podem se divertir, comprar, trabalhar... mas nada é real. Mesmo assim todos estão conformados.
Vamos então conhecer esse mundo através dos olhos e dos escritos de um homem que vive essa estranha sociedade na pele. E suas memórias são intensas e surpreendentes...

Minha Opinião: Há pouco tempo li um livro com mais ou menos a mesma temática de Abaixo das Nuvens. Chamava-se Unison e a história, infelizmente, não me prendeu em nada. Acredito que o autor daquele tenha se perdido um pouco, o que me deixou com um gosto de quero mais, afinal, a trama prometia. Ainda bem que um competente autor nacional soube aproveitar o mote e criou um enredo bem estruturado e interessante.
A forma como Lucas M. Carvalho conta sua história pode parecer um ´pouco entediante no começo, mas você logo se acostuma. Ele sabe brincar com personagens, com a tecnologia, criando uma trama intensa e tão tangível que ao terminar a leitura você se pergunta: será que estamos mesmos fadados a tal sina? Presos em apartamentos enormes, dependendo de tecnologia para sobreviver, para interagir? O que acontecerá com nossas necessidades físicas? O que acontecerá com nossos sentimentos? Com a reprodução?
Tudo é contado sob o ponto de vista de um homem. Não conhecemos o seu nome... apenas um código: usuário 097033. Ele trabalha para o governo, não é feliz com o que faz, então, ele é o narrador perfeito. A história deste homem dá uma reviravolta interessante e somos completamente transportados para seu mundo imperfeito e para sua jornada pela qual ele não esperava.
Posso garantir que Abaixo das Nuvens é o livro certo para te surpreender. Original, chocante, bem escrito, atual, reflexivo e muito promissor. Aguardo com ansiedade mais livros deste autor nacional.

Quantas estrelas:

Vídeo: Escolhi Digital Deceit de After Forever pois a letra é bem similar ao livro.

Resultado da promoção Dearly, Departed

Postado por Bia Carvalho

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

E ai, curiosos para saber o resultado???



Parabéns, Marina!

Estou lhe enviando um e-mail requisitando seus dados, que deve ser respondido em até 72 horas.

O blog Amor, Mistério e Sangue se responsabiliza pelo envio do livro e tem até 30 dias para realizar a postagem do prêmio nos correios.


Obrigada a todos que participaram!


Beijos, Bia 

A Travessia - William P. Young

Postado por Bia Carvalho

terça-feira, 27 de novembro de 2012

"- Anthony, você nunca criou um lugar para ele, pelo menos não dentro dessas muralhas. Embora nunca esteja ausente, ele também aguarda por você na floresta, fora das muralhas do seu coração."
Pág. 73

Editora: Arqueiro
Páginas: 235
Série: -
Faixa etária: 14+
Onde comprar: Saraiva

A História: Anthony Spencer é um homem multimilionário. Por conta de alguns problemas pessoais, tornou-se cético e passou a desacreditar em Deus. Até que sofre um derrame e entra em estado de coma.
Ao "despertar", encontra-se em um mundo paralelo, habitado por Jesus e pelo Espírito Santo, além de um misterioso homem chamado Jack. Eles lhe mostram, portanto, o quão errada estava sua vida e lhe dão uma segunda chance.
Mas Tony retorna com uma habilidade especial: ver e ouvir o que as pessoas veem e ouvem, tendo a possibilidade de se colocar no lugar dos outros.
Será que desta vez ele obterá sua redenção?

Minha Opinião: Gostaria primeiramente de agradecer à editora Arqueiro por ter me enviado a prova do livro A Travessia. Foi um presente, sem dúvidas, para mim.
Eu confesso que apesar do sucesso imenso, ainda não tive a oportunidade de ler A Cabana, apesar da imensa curiosidade, depois de tantos comentários positivos. Então, eu, assim como Antony Spencer, estou tendo a oportunidade de me redimir.
A Travessia é um livro que deve ser degustado com muito cuidado. Acho que foi por isso que eu demorei um pouco mais para lê-lo, apesar de não ser uma leitura extensa. É uma mensagem para se levar para toda a vida, não apenas uma obra descartável, daquelas que você pode simplesmente passar os olhos e esquecer na semana seguinte. É uma verdadeira lição de vida, criada com maestria pelas mãos de um escritor muito inteligente e habilidoso.
A leitura flui como uma história contada por um amigo. Apesar de conter elementos extraordinários, Young é capaz de nos conduzir por seu mundo fictício de uma forma muito crível, fazendo com que Antony se torne nosso amigo. É fácil torcer por ele, fácil imaginar-se em seu lugar e querer fazer parte de sua história.
Não posso me considerar uma religiosa, embora tenha minha religião e minhas crenças, mas posso dizer que ler A Travessia é como fazer uma oração. O livro é cheio de passagens emocionantes, verdadeiros mantras e belas citações. Será muito difícil que, mesmo o mais cético dos humanos, não pegue este livro e acabe se emocionando, pelo menos em alguma de suas páginas. A leitura é sensível, bela e totalmente confortadora. Talvez possa até servir como o alívio que você está precisando. Para mim veio em boa hora.

Quantas estrelas:

Vídeo: Que tal dar uma conferida no Book Trailer de A Travessia?

PROMOÇÃO NATAL DAS BLOGUEIRAS

Postado por Bia Carvalho

sábado, 24 de novembro de 2012

Jingle bells, jingle bells...

Estão sentindo o Natal chegando? Falta apenas um mês para a noite mais mágica e familiar do ano. Já pediu seu presente para Papai Noel? Não...

Não tem problema, a gente te dá uma mãozinha...

O Natal já está as portas e um grupo de blogueiras se reuniu para deixar essa data ainda mais especial para um sortudo ganhador...

São 11 blogueiras, 13 livros e 1 ganhador...






Regulamento:
- Morar no Brasil (ou ter endereço de entrega).
- Comentar na postagem.
- Seguir os blogs participantes:

Leitura Nossa de Cada Dia (Um Porto Seguro - Nicholas Sparks)
Mania de Ler (O lago dos Sonhos - Kim Edwards e Apaixonados - Lauren Kate)
Agridoce (Refugio - Harlan Coben)
Tribo do Livro (Memórias de um vendedor de mulheres - Giorgio Faletti)
Amor, Mistério e Sangue (Wake e Fade - Lisa McMann)
Alquimia dos Romances (Alguém para amar - Judith McNaught)
Doces Letras (A Vez da Minha Vida - Cecelia Ahern)
Apaixonadas por Livros (Dezessete Luas - Kami Garcia, Margaret Stohl)
Biblioteca da Luh (Presentes da Vida - Emily Giffin)
Daily of Books Mila (Baroak, a estrela - Cris Motta)
Moonlight Books (Pacto Secreto - Eliane Quintella)


Pontos Extras:
- Seguir o Facebook dos blogs participantes.
- Seguir o twitter dos blogs participantes.
- Tuitar a seguinte frase:
O Natal é das Blogueiras, mas quem ganha 13 livros é você... Participe! http://bit.ly/U3EVQz

Informações adicionais:
- Premiação: Cada blog é responsável pelo envio dos títulos ofertados ao vencedor(a), totalizando os treze livros, não tendo qualquer responsabilidade sobre os demais títulos. O prazo para envio é de até trinta dias após o término da promoção.
- Reservamo-nos nos direitos de alterações sem aviso prévio.
- A promoção é válida até o dia 24/12/2012.

Vai perder?????

Mentiras - Michael Grant

Postado por Bia Carvalho

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

"O coração de Zil martelava. Se havia alguma aberração tão perigosa quanto Sam, era Caine. Mais perigosa. Havia coisas que Sam não faria. Não havia nada que Caine não fizesse."
Pág. 84

Editora: Galera Record
Páginas: 377
Série: Gone #3
Faixa etária: 16+
Onde comprar: Saraiva

Leia AQUI  a resenha de Gone
Leia AQUI a resenha de Fome

A História: Todos as pessoas com mais de 14 anos desapareceram. Isso já é um fato na vida das crianças de Praia Perdida, mais conhecida atualmente como LGAR. Desde que esse estranho evento aconteceu, o caos se instalou: fome, guerra, canibalismo, morte...
Enquanto uns tentam instalar a ordem, outros querem a destruição.
E será que mentir vale a pena para manter essa ordem? Será que alguém, uma profetisa, pode mesmo se comunicar com as pessoas do lado de fora? E será que, em um lugar como LGAR, os mortos podem retornar? Mortos como Drake...?

Minha Opinião: Sou muito fã dessa série. Acho que a crueza com que Michael Grant descreve uma situação completamente inesperada, criando mocinhos, vilões, colocando poder na mão de crianças despreparadas, no mínimo, genial. E se acontecesse em um mundo como o nosso? Deixe crianças com fome, sem supervisão de adultos, sem médicos, sem policiais, sem ordem, sem leis, sem rumo... veja só o que acontecerá. Acho que seria algo bem parecido com o que está descrito no livro.
No terceiro volume da série, muitas pessoas já morreram, muitas coisas já foram estabelecidas e já se conhece mocinhos e vilões. Será?
Mentiras, na minha opinião, é o livro mais denso da série. A verdadeira ação demora mais a acontecer - embora possamos encontrar cenas quase desesperadoras pelo meio do caminho -, porque trata-se de um livro que demonstra mais pensamentos do que guerra. Cada personagem desenvolve seus pensamentos sobre um determinado assunto, o que nos possibilita ver as diversas reações de cada um. Michael Grant dá uma aula sobre comportamento humano... sobre quais são os limites da mente de uma pessoa. Sob pressão, os mais diversos sentimentos se manifestam e os mocinhos começam a ter estranhas atitudes, especialmente com a promessa de uma surpresa... que eu não vou contar para não estragar sua leitura.
É a primeira vez também que conseguimos ter "notícias" do lado de fora do LGAR. Ou pelo menos é o que achamos, porque nada é concreto nos livros desta série. Há cenas com os pais destas crianças e com as crianças que desapareceram ao fazer 15 anos, mas não há como saber se são reais ou fruto da imaginação de uma personagem muito interessante. Aliás, ela é mais uma que chegou para instalar o caos... para oferecer uma escolha...
Adição de novos e relevantes personagens, a volta de outros, capazes de bagunçar ainda mais o que já está bagunçado e muita, muita maldade. Mais uma vez aviso: se você não tem coragem, não leia esta série! Despois não diga que eu não avisei!

Quantas estrelas:

Vídeo: Uma música com uma letra bem pesada, para um livro muito pesado! Children of the damned na versão do Skid Row.

Promoção Desejo Sombrio

Postado por Bia Carvalho

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Olá, queridos!

Em parceria com a Ed. Universo dos Livros, o blog Amor, Mistério e Sangue está sorteando um exemplar do livro Desejo Sombrio, o segundo volume da série Os Cárpatos.

Se quiser saber o que eu achei do livro, clique AQUI.

Vamos ao que interessa?




Divulgando a promoção no Twitter, você ganha ainda mais pontos!!! A frase abaixo deve ser Tweetada apenas uma vez por dia!
PROMOÇÃO DESEJO SOMBRIO - Eu quero levar Jacques para casa - @Blog_AMS1 e @univdoslivros http://bit.ly/10ySmvQ

A promoção será válida até 20/12/2012.
O ganhador receberá um e-mail requisitando seus dados, que deve ser respondido em até 72 horas.
O Amor, Mistério e Sangue tem até 30 dias para enviar o prêmio.


Desejo Sombrio - Christine Feehan

Postado por Bia Carvalho

terça-feira, 20 de novembro de 2012

"Você viu meu lado escuro, a besta que luta para me controlar, e ainda assim continuou aqui. Talvez aquela prisão tenha destruído tuso que eu era originalmente. Talvez agora eu já nem saiba quem sou. Mas sei que preciso de você..."
Pág. 138

Editora: Universo dos Livros
Páginas: 422
Série: Os Cárpatos #2
Faixa etária: 18+
Onde comprar: Saraiva

A História: Jacques é irmão do rei dos Cárpatos, uma raça similar à dos vampiros, que precisa se alimentar de sangue para sobreviver, não pode se expôr à luz do sol e possui alguns sentidos mais aguçados, como força, velocidade, audição e etc...
Jacques foi capturado há sete anos e enterrado vivo, com uma estaca de madeira perfurando seu coração. Em seu cativeiro, ele jurava vingança, mas seus pensamentos eram povoados por uma mulher. Uma linda mulher, médica, que parecia ser a causadora de todo o seu sofrimento... Mas ao mesmo tempo era sua salvação, pois enquanto suas mentes estavam conectadas, ele conseguia manter sua sanidade.
O que ele não pensava era que esse encontro, que aconteceria algum tempo depois, podia ser mais perigoso e definitivo do que ele imaginava.

Minha Opinião: Seguindo a linha das séries IAN e Midnight Breed (ou melhor, essas séries é que se basearam em Os Cárpatos), Christine Feehan segue com sua saga. Com um livro bastante "teórico", com cenas muito centradas nos dois protagonistas, ela nos apresenta Jacques, um anti-herói torturado e violento, com uma alma possessiva e mandona, que irá conquistar boa parte da mulherada.
O início da trama é extremamente angustiante. Temos noção de todo sofrimento de Jacques, por ser enterrado vivo e não poder morrer. Na verdade, ele lutou para sobreviver, apenas sustentado por sua sede de vingança.
Da mesma forma como aconteceu no primeiro, a história de Jacques foi contada de uma forma bastante lenta. Neste volume, por exemplo, mais da metade do livro (que é bem grossinho), se passa com diálogos telepáticos entre o citado cárpato e a mocinha, Shea. Não há como se sentir entediado, apesar de não haver grandes reviravoltas durante esta parte, pois as batalhas verbais entre eles são muito interessantes. Ambos são personagens fortes, com traumas do passado e possuem uma forte atração sexual, que Shea tenta negar, mas que rende cenas extremamente sensuais  e quentes. Além do mais, como já mencionei acima, Jacques é o típico mocinho desse tipo de livro, mas ele consegue extrapolar na possessividade. O que, claro, torna o livro ainda mais "quente".
A aparição dos outros personagens, que já havíamos conhecido no primeiro livro, é sempre um bálsamo nesse tipo de série. É interessante rever Mikhail e Raven, perceber a evolução de seu relacionamento e sentir o gostinho do que pode acontecer nos próximos livros. Aliás, estou ansiosa pelo de Gregori.
Apesar das cenas mais "monótonas", os longos diálogos e narrativas explicativas, o livro não é cansativo, e eu o devorei em pouco tempo. Creio que essa seja uma característica da autora, então, comece a leitura preparado para isso, que você irá apreciá-la muito mais. Vale a pena.

Quantas estrelas:
Vídeo: Lembrei de uma música muito sensual da Madonna: Forbidden love, que acho que cabe perfeitamente neste livro.

[TALENTOS DA CASA] Procura-se um marido - Carina Rissi

Postado por Bia Carvalho

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

"Não se preocupe mais com a Alicia. Ela é minha mulher agora. Não vou permitir que lhe falte nada, e vou fazer tudo que estiver ao meu alcance para que ela seja feliz."
Pág. 161

Editora: Verus
Páginas: 472
Série: -
Faixa etária: 16+
Onde comprar: Saraiva

A História: Alicia é mimada, baladeira, irresponsável e imatura. Ela enlouquece o avó, um milionário esforçado e dedicado, com suas inconsequências, até que ele falece, depois de um AVC.
Com a leitura do testamento, entretanto, Alicia descobre que somente terá acesso à sua fortuna se estiver devidamente casada. E mesmo assim, somente depois de um ano ela poderá usufruir de seus direitos de herdeira.
Desesperada, Alicia encontra como única solução colocar um anúncio no jornal, procurando um homem disposto a se casar com ela, sem nenhum contato físico, prometendo-lhe uma boa quantia em dinheiro.
Mas e se um dos candidatos realmente fizer o coração irresponsável de Alicia bater mais forte? Será que essa história irá terminar bem?

Minha Opinião: É muito gostoso ter nas mãos um livro nacional, de uma autora simpática, que está tendo seu merecido reconhecimento. Mais gostoso ainda quando esse livro é muito, mas muito melhor do que você imaginara a princípio. É por esses e outros motivos que eu tenho orgulho de ser uma autora nacional.
Carina Rissi construiu uma história extremante divertida, romântica, fofa e com uma linda lição de moral de que o dinheiro não é o mais importante e que o amor deve vir sempre em primeiro lugar. Além disso, ela conseguiu segurar a história, entretendo-nos constantemente, por todas as 472 páginas. Em nenhum momento senti vontade de deixar a leitura de lado. Pelo contrário... a trama me pegou de tal forma, que eu me via pensando nos personagens (especialmente em Max *-*) durante horas e horas do meu dia.
A escrita da autora é gostosa e simples, mas nem por isso ela deixou de demonstrar sua maestria no quesito. Diálogos espirituosos, passagens emocionantes, cenas quentes na medida certa, além da construção de personagens muito cotidianos, o que facilitou a identificação. Aliás, não há como não sentir uma certa familiaridade com Alicia. Ela é uma mulher como nós, com suas inseguranças, suas neuras e seus momentos patinho feio. E acho que isso é o mais legal do livro, especialmente por ele se passar em nosso país, com a nossa cultura. E Carina soube explorar isso de forma discreta, mas sem deixar de dar uma "abrasileirada" em seu texto que poderia ser facilmente transformado em um best seller lá fora, junto com autoras como Meg Cabot, Sophie Kinsella e Marian Keyes.
Mas, apesar do que eu disse acima, comparando "nossa" Carina com essas autoras de chick-lit, que é um gênero que eu não aprecio muito, acredito que Procura-se um marido tem tudo para agradar também as pessoas que não gostam de chick-lit. Leitoras de romances gracinha também irão devorar essa história, sem dó nem piedade, assim como eu fiz.
Enfim, só tenho a parabenizar a Editora Verus por ter acolhido Carina Rissi e por ter sabido valorizar esse talento nacional. Espero que ela continue escrevendo suas belas histórias para nós.
Virou favorito!

Quantas estrelas:

Vídeo: Nada melhor que uma música linda e que combina perfeitamente com Alicia e as burradas que ela faz: Stupid de Sarah McLachlan:



Despertar - Amanda Hocking

Postado por Bia Carvalho

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

"- Eu acho mesmo que elas a mataram - Marcy estreitou os olhos e balançou a cabeça para si mesma. - Tem algo a respeito dessas garotas em que eu simplesmente não confio."
Pág. 65

Editora: Planeta
Páginas: 207
Série: Watersong #1
Faixa etária: 12+
Onde comprar: Saraiva

A História: Penn, Lexi e Thea são lindas, glamurosas e misteriosas. Há algo nelas que faz com que todos da cidade de Capri suspeitem que são misteriosas. E elas têm algum interesse em Gemma.
Gemma é uma menina dedicada ao seu amor pela natação, está começando a namorar Alex, por quem é apaixonada, além de ser linda.
Harper, sua devotada irmã, acredita que o melhor que Gemma pode fazer é se manter afastada dessas três garotas, que parecem perseguí-la por todo o lado. Mas será que ela conseguirá resistir ao fascínio?

Minha Opinião: Desejando ler um livro fofo, sem muitas pretensões, mas que cumpre seu papel em entreter? Escolha Despertar, de olhos fechados. Confesso que não esperava muito desta leitura, mas acabei me interessando por cada página e, no final, posso dizer que não me arrependi na escolha.
Não vá com sede ao pote esperando uma história voraz, reviravoltas, suspense e cenas de roer as unhas. Pois é, você não as encontrará. Amanda Hocking construiu uma história estável, com uma certa dose de maldade, mas nada assustador. A leitura flui de forma lenta e chega a nos entediar em certos momentos, mas, em um todo, não decepciona.
Sobre os personagens, acho que Amanda soube caracterizá-los de uma forma interessante. Harper foi a que mais gostei. Ela é a típica irmã mais velha, protetora e leal, que faz de tudo para manter a irmã sob suas asas. Há uma carga dramática muito interessante, que explica toda essa superproteção e que deu um tom mais verídico ao livro.
As vilãs também me convenceram. Há todo um mistério ao redor delas, que não chega a ser um mistério para o leitor, mas a autora soube segurar as maldades para a hora certa. A mitologia envolvendo sereias e seres do mar também foi uma excelente sacada.
Preciso também elogiar a beleza do trabalho gráfico da capa e da diagramação, feitas pela Editora Planeta. Acho que o capricho faz toda a diferença em um livro. Parabéns.

Quantas estrelas:
Vídeo: A letra de Swimming Home de Evanescence combina com o livro, então, divirtam-se:


A Ascensão da Meia-Noite - Lara Adrian

Postado por Bia Carvalho

quinta-feira, 8 de novembro de 2012



"- Posso sentir o seu cheiro, Dylan, e quero... provar. Eu desejo você. E não sou sensato o suficiente para manter minhas mãos longe de você se você estivesse na minha frente neste exato momento."
Pág. 120

Editora: Universo dos Livros
Páginas:358
Série: Midnight Breed #4
Faixa etária: 18+
Onde comprar: Saraiva

A História: Rio estava prestes a dar fim à sua vida. Traído por sua Companheira de Raça, com o rosto parcialmente desfigurado e a alma em pedaços, ele não queria mais aquela existência. Até uma mulher invadir a gruta que ele pretendia explodir. Com ele dentro.
Dylan Alexander é uma jornalista de um tabloide sensacionalista. Ao fotografar a gruta e o misterioso homem que havia lá dentro, não esperava ser raptada por um vampiro sedutor e violento, que precisa consertar tudo que Dylan fez.
Mas eles não contavam que ela fosse uma Companheira de Raça. Não contavam que a paixão seria ainda mais intensa que o perigo que estavam vivendo, proporcionado por um mal que estivera adormecido, mas que despertara, pronto para a destruição.

Minha Opinião: Confesso que tinha desanimado um pouco desta série logo que li o livro do Tegan, O despertar da meia-noite. Como disse na resenha, achei o romance pouco convincente e sem sal... sem toda aquela química que encontrei nos livros anteriores. Mas Rio chegou, abalou minhas estruturas e salvou todo interesse que eu tinha pela saga.
Rio é o anti-herói torturado. Ele é tudo que Tegan deveria ter sido, afinal, suas histórias são similares. Ele tem cicatrizes na alma e no corpo... sente-se indigno de viver, até que Dylan aparece, iluminando sua vida. Até que ele aceite que a merece e que ela realmente o deseja, apesar de seu rosto desfigurado, é um longo caminho. E foi isso que mais me encantou na leitura. Lara soube fazer com que o romance fosse convincente, com que fôssemos transportados para a mente atormentada de Rio, por conta de seus pensamentos profundos e mórbidos. Acredito que este tenha sido o personagem mais bem construído da autora até então.
Dylan também não fica atrás. Ela é forte e muito decidida. Seu coração também está machucado por conta de uma grave doença da mãe, a quem ama profundamente, e por conta de um passado nada agradável. Aliás, é quase um requisito para ser companheira de raça: ter uma bagagem ruim nas costas. A verdade é que a união desses personagens deliciosos criou o livro mais bonito da série até agora. Chegando a me impressionar até mais que o segundo, O beijo escarlate, que era o meu preferido até agora.
Confesso que a trama de ação em si não é a mais bem construída. Pude sentir que Lara focou mais no romance do que em qualquer outra coisa, então, esteja preparado para isso. Eu não me importei e por isso, entrei de cabeça na leitura, que me agradou muitíssimo.

Quantas estrelas:
Vídeo: Acho que encontrei a música com a letra perfeita para esse casal: Crashed de Daughtry.


Resultado da promoção P.S. eu te amo

Postado por Bia Carvalho

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

E ai? Vamos ver quem foi o sortudo a levar o prêmio?

47- Dyana Camila Alcântara Santos

Parabéns, Dyana!

Um e-mail já foi enviado, solicitando seus dados para envio dos livros. Você terá o prazo de 72h para respondê-lo. Caso não o faça, novo sorteio será realizado.
O Amor, Mistério e Sangue, terá até 30 dias para enviar seu prêmio.

Promoção Um olhar de amor

Postado por Bia Carvalho

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Hello, folks!

Em parceria com a Ed. Novo Conceito, o blog Amor, Mistério e Sangue irá sortear um exemplar do livro "Um olhar de amor" da autora Bella Andre.

Vamos participar?




Divulgando a promoção no Twitter, você ganha ainda mais pontos!!! A frase abaixo deve ser Tweetada apenas uma vez por dia!
Promoção UM OLHAR DE AMOR @Novo_Conceito no Amor, Mistério e Sangue!!! http://bit.ly/TtcitR


A promoção será válida até 05/12/2012.
O ganhador receberá um e-mail requisitando seus dados, que deve ser respondido em até 72 horas.
O Amor, Mistério e Sangue tem até 30 dias para enviar o prêmio.

Um olhar de amor - Bella Andre

Postado por Bia Carvalho

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

"Eu nunca vou querer forçá-la a fazer algo que não queira, Chloe. Nunca vou querer tomar algo de você que você não queira me dar."
Pág. 71

Editora: Novo Conceito
Páginas: 256
Série: Sullivans #1
Faixa etária: 18+
Onde comprar: Saraiva

A História: Machucada no corpo e na alma, Chloe vaga por uma estrada à noite. Tudo que ela queria era recomeçar, mas não imaginava se deparar com Chase, um homem grande e sensual, que parece lhe oferecer ajuda.
Mesmo desconfiada, Chloe aceita o que ele lhe oferece e é levada para um vinhedo e para a vida de Chase. Uma vida que ela sempre sonhou para si: família, amor, carinho e esperança.
Será que Chloe aprenderá a confiar? Será que Chase será capaz de conquitar o coração dessa mulher tão atormentada e torná-la sua?

Minha Opinião: Assim que vi que a Novo Conceito iria lançar a série Sullivans de Bella Andre, fiquei ansiosa pela leitura deste livro. Tanto que o devorei em algumas horas, o que não é difícil, afinal a linguagem é simples e são poucas páginas, com uma letra consideravelmente grande. Ao final, tive uma leitura divertida, fofa, mas não inesquecível.
A verdade é que a história do casal Chase e Chloe não é nada la muito original. Apesar de seus encantos, é um lugar comum para mim, e com certeza também será para as muitas leitoras de livros de romance, especialmente os de banca. Um casal lindo se conhece, um deles tem um passado que deixou marcas, há uma intensa atração sexual, eles se apaixonam de forma fulminante, um luta contra, o outro luta a favor, e no final das contas tudo acaba bem. Essa sensação de certeza de um final feliz é o que torna os romances românticos tão atraentes para mim. Se eu quero uma leitura para me deixar com aquele gostinho doce na boca, livros como Um olhar de amor são a pedida perfeita.
Mas não vá muito com sede ao pote. Além do mote bastante explorado, não espere profundidade, não espere aquele amor que acontece devagar ou personagens construídos com muitas camadas. Abra o livro, sabendo que irá se deparar com uma espécie de conto de fadas, onde tudo é lindo. Se você tiver essa imagem na cabeça, terminará o livro suspirando, como eu.
A química de Chase e Chloe é inegável. Há realmente cenas muito quentes no livro, talvez mais quentes do que eu esperava. Bella Andre não nos poupa de detalhes, de pegadas, de palavras e imaginações. Tudo isso é intercalado por cenas românticas, um pouco superficiais, mas muito bonitas. Senti um pouco de falta da presença dos outros irmãos nesse livro. Há a menção a todos, Marcus aparece, já se apresentando e deixando sua marca, mas queria cenas divertidas e um toque de Nora Roberts, que foi o que eu esperei quando comecei a conhecer o livro.
Agora... um recadinho que até já deixei no facebook. Acho um absurdo que pessoas que se dizem ter preconceito com livros de banca estejam elogiando Um olhar de amor. Talvez seja pura falta de conhecimento, mas a verdade é que as semelhanças com os tão maltratados "Sabrina", "Bianca", "Paixão", "Jéssica", dentre outros, estão aqui, para quem quiser ver. Um olhar de amor é um livro gracinha e fofo... assim como um romance de banca. Não há como negar.

Quantas estrelas:


Vídeo: Achei a disposição de Chase para conquistar Chloe fofa como a música I´ll be do Edwin McCain

 

Cidade dos Anjos Caídos - Cassandra Clare

Postado por Bia Carvalho

terça-feira, 30 de outubro de 2012

"- Não posso estar com ela - declarou. - E se não posso estar com ela, pouco me importa onde estou."
Pág. 144

Editora: Galera Record
Páginas: 361
Série: Os Instrumentos Mortais #2
Faixa etária: 14+
Onde comprar: Saraiva

Pode conter Spoilers dos outros volumes.


A História: Quando Clare acha que finalmente estaria livre de todos os seus problemas e que poderia amar Jace sem proibições, o mundo desaba sobre ela novamente.
Seu melhor amigo Simon está sendo sondado por forças malignas, e sente-se tentado a aceitar uma proposta perigosa para não se perder em uma terrível solidão que apenas um ser eterno poderia sentir. Já Jace, começa a se afastar e a ter estranhas atitudes em relação a ela. Atitudes que podem separá-los para sempre. Novamente.
E há um mal rondando a cidade, um assassino matando Caçadores de Sombras, e parece ter um propósito muito maior do que esse. Um propósito que pode afetar todo o mundo, tanto das sombras quanto humano.

Minha Opinião: Se Cassandra Clare estivesse ouvindo uma música ao terminar de escrever Cidade dos Anjos Caídos, com certeza seria: Oops, I did it again. Sim, meus caros, porque ela fez DE NOVO! Tudo que era lindo, que estava resolvido, que parecia ter se encaixado foi COMPLETAMENTE desconstruído! 
Eu estava com muito medo de ler esse livro, porque Os Instrumentos Mortais é uma das minhas séries favoritas, e como inicialmente seriam apenas três livros, sendo que o terceiro, Cidade de Vidro, terminou com um gostinho de fim, temi que um quarto livro fosse demais, desnecessário. E no início, me vi com essa sensação. Por ser um volume muito focado em Simon, um personagem que eu não gosto, acreditei que não me agradaria. Ledo engano! 
A verdadeira carga de ação começa mais para o meio, já que o início é uma reambientação, afinal, todos os problemas já estavam resolvidos, pelo menos aparentemente. Contudo, Cassandra Clare estava simplesmente preparando o terreno. O final é surpreendente. Sinto como se ela tivesse feito meu mundo cair em um segundo com apenas uma cena. 
Preciso confessar também que ler Cidade dos Anjos Caídos depois de ter lido Anjo Mecânico foi uma delícia. Embora as duas séries possam ser lidas independentemente, há todo um charme de ler na mesma ordem que eu li. Há menções de personagens e acontecimentos que são lindas de se "reconhecer". Você se sente mais ambientado na leitura. Essas menções são poucas, mas fazem uma diferença.
Achei muito interessante que a autora tenha explorado mais outros personagens além de Clary. Desta vez é possível conhecer o que se passa na mente de Simon, Jace, Alec... de todos os outros personagens importantes. As cenas de Jace sozinho, atormentado por seus pesadelos e pensamentos contraditórios, são de partir o coração. Ele, que sempre foi o sarcasmo em pessoa, se sente fragilizado, e isso o tornou muito humano e muito mais interessante, se é que isso é possível.
Para as menininhas de plantão, preparem-se para cenas bem quentes entre Jace e Clary. Claro, quentes para o público. Há uma grande tensão sexual reprimida entre eles, que começa a soltar faíscas neste volume. E já me disseram que City of lost souls é ainda mais caliente.
Posso dizer com segurança que a série tem tudo para continuar me prendendo de forma hipnótica. Ansiosa... Não... desesperada pelo próximo volume!

Quantas estrelas:
Vídeo: Que tal uma música bem sombria como o livro? A Part of me de Stream of passion:



Para ler a resenha de Cidade dos Ossos, clique AQUI
Para ler a resenha de Cidade das Cinzas, clique AQUI
Para ler a resenha de Cidade de Vidro, clique AQUI
Para ler a resenha de Anjo Mecânico, clique AQUI

Promoção Dearly, Departed

Postado por Bia Carvalho

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Bom dia, queridos! Preparados para mais uma promoção?

Desta vez, em parceria com a Editora ID, estamos sorteando um exemplar do livro Dearly, Departed, que foi resenhado por mim ontem.

E que tal dar uma conferida na resenha? É só clicar AQUI

Vamos ao que interessa?


a Rafflecopter giveaway


Divulgando a promoção no Twitter, você ganha ainda mais pontos!!! A frase abaixo deve ser Tweetada apenas uma vez por dia!
PROMOÇÃO DEARLY, DEPARTED no Blog Amor, Mistério e Sangue, em parceria com a @editoraID! http://bit.ly/PUiuQx


A promoção será válida até 25/11/2012.
O ganhador receberá um e-mail requisitando seus dados, que deve ser respondido em até 72 horas.
O Amor, Mistério e Sangue tem até 30 dias para enviar o prêmio.

Dearly, Departed - Lia Habel

Postado por Bia Carvalho

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

"Não queria ter que pensar nas pessoas que tinham que lutar por suas vidas lá fora, ou quão rápido a doença poderia estar se alastrando.
Sentia terror dos contaminados. Mas não mais do que sentia em relação a mim mesma."
Pág. 256

Editora: ID
Páginas: 480
Série: Dearly, Departed #1
Faixa etária: 14+
Onde comprar: Saraiva

A História: O ano é 2195. A sociedade adotou os costumes antigos, onde as mulheres vestiam vestidos longos, casavam-se a gosto de seus pais e os homens forneciam o sustento da família.E Nora está sozinha.
Depois da morte de seus pais, morando com uma tia que não gosta dela, ela sente que não se encaixa. Especialmente quando a cidade parece estar se virando de cabeça para baixo.
Então, em um dia fatídico, Nora é arrancada do mundo que conhece e levada para uma espécie de forte onde mortos-vivos (diga-se zumbis) convivem como pessoas normais. Bram, um rapaz que conseguiu conservar uma certa beleza torna-se seu amigo e lhe explica que aquilo se trata de uma doença, a qual Nora não apenas é imune, mas pode ser a cura. Uma doença que pode mudar o curso da humanidade e das pessoas que ela sempre amou.

Minha Opinião: Dearly, Departed trata de dois temas que eu não curto: zumbis e steampunk. Porém, tive nas minhas mãos uma leitura deliciosa; um dos livros mais originais do ano. E com uma das capas mais bonitas também.
Lia Habel é uma autora muito jovem, mas a teoria que ela criou para a "doença" Lázarus, que origina a epidemia de zumbis, foi sufocante. O livro começa num clima "gracinha", com muitas teorias, um romancezinho fofo, uma ambientação e muitos diálogos, para se tornar um enredo desesperador, digno de um episódio de The Walking Dead, uma verdadeira luta pela sobrevivência. As cenas do final do livro valeram por todas as quase 500 páginas. Além disso, a descrição da nova sociedade com modos antiquados foi algo muito crível e interessante, que deu à história um toque de classe e elegância.
Tudo bem, é verdade que eu não consigo me convencer quando me deparo com um romance entre uma humana e um zumbi. A cena não se forma na minha cabeça, por mais que insistissem que Bram, o mocinho em questão, não estava em um estado muito diferente de quando era vivo. Por isso, não me perguntem pelo romance, pois minha resposta será sempre tendenciosa nesse quesito, em uma história como essas.
A autora também usa de várias "vozes" para contar a história. Cada capítulo é narrado por um personagem diferente. Mas apesar de isso ser um recurso muito interessante, confesso que achei alguns narradores desnecessários. Meus preferidos eram Nora, Bram e Pamela, a amiga corajosa e leal de Nora. O que veio a mais foi enrolação, pelo menos na minha opinião. Seria até mais interessante se muitas das informações que os outros personagens nos passaram fossem mantidas em segredo até o fim.
Posso afirmar que Dearly, Departed foi a maior surpresa do ano. Acredito que ele irá lhe surpreender também!

Quantas Estrelas:
Vídeo: Por algum motivo, a história de Nora me lembrou um pouquinho Alice no país das maravilhas, portanto, segue Alice (Undersground) da Avril Lavigne.
 

Cortina de Fumaça - Sandra Brown

Postado por Bia Carvalho

terça-feira, 23 de outubro de 2012

"Vingança? Ah, sim. Pensei em meia dúzia de maneiras de calar você, e todas elas eram obcenas."
Pág. 186

Editora: Rocco
Páginas: 452
Série: -
Faixa etária: 16+
Onde comprar: Saraiva

A História: Anos atrás, um incêndio em uma delegacia tornou-se história no noticiário nacional, transformando quatro homens em heróis, da noite para o dia. Um deles, Raley Gannon, se envolveu em um escândalo com uma prostituta que foi assassinada, alegando que estava drogado e que tudo fora parte de uma armação.
Britt Shelley, a repórter responsável por televisionar a notícia, destruiu a vida de Raley, pintando-o como o verdadeiro culpado da história. Contudo, o feitiço virou contra o feiticeiro, pois, anos depois, Britt acorda ao lado de Jay Burgess, um dos heróis do incêndio, sem lembrar de nada que aconteceu. E ele também está morto.
E quando Raley sequestra Britt, alegando que acredita nela, os dois começam uma caçada pela verdade, que pode terminar de forma perigosa e fatal.

Minha Opinião: Quando tenho em minhas mãos um livro de suspense, com um toque de romance, escrito por uma das autoras que eu mais gosto, não tem como não me sentir como uma criança com um novo presente. Embora Cortina de Fumaça não tenha sido o melhor trabalho que li de Sandra Brown, fiquei satisfeita com a leitura.
O livro é lento e tudo se desenrola de forma muito explicativa. Há cenas de ação, cenas mais quentes, cenas que te fazem virar as páginas com desespero, mas, a grande maioria do livro é composta por flashbacks e diálogos longos que servem para que você compreenda melhor tudo que aconteceu e possa tirar suas próprias conclusões. Confesso que não criei muitas teorias para o desfecho, mas acabei acertando o culpado por tudo. Não que seja óbvio, longe disso, apenas se torna um pouco lógico, se você prestar bastante atenção em todas as informações.
Acho sinceramente que o romance foi muito bem construído, embora não tenha sido o que mais me chamou a atenção no livro. O suspense aqui é realmente o foco, então, não espere duzentas cenas de amor, pois não há. Raley e Britt se odeiam, então, a tensão sexual entre eles é grande, e a medida que vão se conhecendo e compreendendo as razões para seus atos, todo o ódio vai se modificando, o que é interessante e até crível, apesar de o livro se passar em um curto espaço de tempo.
Hoje, enquanto procurava uma imagem da capa do livro, em um tamanho legal para ilustrar a resenha, descobri no blog Paixão por Livros, que Cortina de Fumaça (Smoke Screen) virou um filme em 2010. Parece que eles se mantiveram fiéis à trama literária, mas, como já estou caçando para assistir, depois dou um edit no post para contar o que achei.
Recomendado para os fãs do gênero, que não se importam com um livro de suspense mais parado.

Quantas estrelas:


Vídeo: Aproveitei que descobri o filme, e resolvi colocar aqui uma cena que achei no youtube, aliás, uma das melhores cenas do livro: