Quarto - Emma Donoghue

Postado por Bia Carvalho

quarta-feira, 25 de maio de 2011




A História: O pequeno Jack, de apenas 5 anos, não é como os meninos de sua idade. Ele não tem amigos, não vai à escola, não brinca como uma criança normal... tudo que ele conhece na vida é sua "Ma" e um quarto pequeno, onde ele é criado da melhor forma possível, de maneira lúdica e "divertida". É ela quem o ensina tudo que ele sabe.

Porém, à noite, quando o Velho Nick visita sua mãe, ele precisa dormir em um armário, confinado junto com seus sonhos e sua esperteza.

Há sete anos atrás, sua mãe foi sequestrada por Nick e ele a mantém cativa até hoje em condições extremamente precárias. Ele é o único meio que têm para se alimentarem e obterem o necessário para sobrevivência.

Mas Ma tem um plano de fuga e precisa contar com Jack para ajudá-la, no que pode ser sua única chance de voltar a viver.


Minha Opinião: Existem livros que funcionam como um tapa na nossa cara. Quarto é um deles.

Nessa obra, vemos a luta de uma mãe para proteger seu filho da maldade que os cerca, para minimizar os efeitos de uma existência repleta de tensão, violência e tristeza.

Apesar de o personagem Jack contar a história com seu jeitinho todo especial, sua própria linguagem infantil e seu ponto de vista, eu me comovi com "Ma". Admirei sua força, sua vontade de lutar, seu carinho pelo filho. Imagino que tenha sido por ele que ela tenha suportado tanto tempo naquele lugar.

O livro é cheio de reviravoltas, como uma montanha-russa. A escrita não é das mais hipnóticas e por vezes me senti um pouco entediada com fatos contados, que talvez não fossem necessários, mas ainda sim, o livro me prendeu. Prendeu pelo impacto da história e por sua originalidade.

Quarto é sufocante e provocador. Mais ainda, se o lermos tendo em mente que existem vários "Velhos Nicks" por aí, vide o caso Natascha Kampusch, cuja biografia também foi lançada pela Ed. Verus (3096 dias). É revoltante como um sujeito pode ter a coragem de tomar posse de uma pessoa sem seu consentimento, afastá-la de sua vida, família e amigos. Nojento... só isso que posso dizer. Tomei nojo do Velho Nick só em ler a sinopse do livro.

Atualmente temos muitos livros com essa mesma temática, mas com certeza, Quarto é único.


Quantas Estrelas: ***



Tem uma trilha sonora? Pela seriedade do livro e pelo tema forte, não vou postar nenhum vídeo de Trilha Sonora. A mensagem do livro fala por si só.



E se você também quiser conhecer essa história, é só participar da promoção valendo um exemplar, em parceria com a Ed. Verus!!!


Para participar, clique AQUI

5 comentários:

Naniedias testemunhou...

Esse livro parece incrível *-* Estou doida para lê-lo =)
Eu só não entendi muito bem porque você só deu 3 estrelinhas para ele >.< Parece ser tão bom...

Renata testemunhou...

Oi Bia!!!
Acabei de ler Palavras Envenenadas, que fla sobre esse mesmo tema, e como vc me perguntei o tempo todo como alguém era capaz de fazer algo desse tipo.
Sua resenha desperta a curiosidade e o medo.
Anotei a dica.
beijos

R.A.M.P. testemunhou...

Olá,
Queria uma ajudinha... ☺
Meu livro (INUTAOSHI) foi recém lançado e está concorrendo em um concurso literário no site www.clubedeautores.com.br . Para chegar na próxima fase, precisará de muitos votos! Para votar é só acessar a página http://www.clubedeautores.com.br/book/42848--INUTAOSHI clicar em uma medalhinha do canto superior da página e escolher uma nota, de 1 a 5, para a sinopse.
Ficaria muito feliz com a sua ajuda!!!
Desde já, muito Obrigado
Para quem ainda não conhece:
O livro é um romance sobre a sociedade medieval japonesa e está disponível para venda somente pelo site: http://www.clubedeautores.com.br/book/42848--INUTAOSHI . O mesmo pode ser comprado impresso ou no formato digital Ebook (para leitura digital). O Título da obra é “INUTAOSHI - A presa do lobo” e eu registrei o pseudônimo R. A. M. P. (minhas iniciais) como o autor da obra. O preço do livro impresso é R$: 46,00 e do livro digital Ebook é R$: 15,00. Esse livro foi um dos finalistas do Prêmio SESC de Literatura 2009. O mercado editorial brasileiro está longe de ser uma opção para escritores iniciantes e só aposta em obras que apresentam uma tiragem mínima no mercado. Dessa forma, resolvi apostar por conta própria em meu objetivo de conquistar visibilidade.
TRAILER:
http://www.youtube.com/watch?v=BWTIuk2L7cU
SINOPSE:
Durante três anos investi meu tempo e dedicação para a conclusão de um projeto pessoal, até finalmente completar um romance baseado em uma longa pesquisa sobre a civilização medieval japonesa, contextualizado no século XI. Durante minhas pesquisas, encontrei dados históricos sobre alguns personagens com grande força no folclore japonês e decidi utilizá-los misturando suas façanhas com personagens e fatos fictícios, atitude abordada por vários autores premiados que admiro e, para mim, são referências, como: Bernard Cornwell, Conn Iggulden, Willian Napier e Steven Pressfield, dentre tantos outros. Procurando enriquecer o livro, traços da cultura japonesa, que tanto se contrasta com a nossa cultura ocidental, foram utilizados. Nesse mesmo intuito, um glossário com termos japoneses e uma rica nota histórica também estão inclusos.
A nossa aventura se encontra no início do shogunato de Kamakura, a conturbada era medieval japonesa. – A escolha do período Kamakura aconteceu porque nessa época sucedeu a consolidação da política dos samurais e também porque nessa época viveu um dos mais famosos heróis da história nipônica: Minamoto no Yoshitsune. – Após perder toda a sua família de uma forma trágica, Enokami vê sua vida se transformar drasticamente e só encontra na vingança um meio de seguir em frente. Seu inimigo é Yoritomo, chefe do Clã Minamoto e um dos líderes mais poderosos do Japão Medieval. Uma rixa de sangue que só terminará com o julgamento das suas espadas.
Às vezes os fatos históricos são bem mais impressionantes do que a ficção. Durante séculos, em locais e épocas diferentes, grandes guerreiros cometeram atos de bravura e os seus nomes se imortalizaram na história, resistindo ao tempo. Mas, não é só pelo afeto à história que decidi escrever esse livro e sim a minha admiração por qualidades como a coragem, a honra e a perseverança que me incentivou a dedicar infindáveis horas de trabalho para a conclusão dessa obra. Sem querer me alongar nesse texto introdutório, termino minhas palavras e espero que a sua leitura possa ser tão prazerosa quanto foi a minha experiência em escrevê-la.
“O destino é inexorável!”
Atenciosamente:
Robson André Mendes Pacheco

DÊ SEU TESTEMUNHO...