The Poison Diaries - Maryrose Wood (feat. Jane Northumberland)

Postado por Bia Carvalho

domingo, 27 de fevereiro de 2011


"Você está muito apaixonada pela morte, belladona? (...) Você está curiosamente relutante para nascer. Nosso mundo não é bonito o bastante para você? Ou talvez há algum outro reino ainda mais perfeito onde você prefere viver?"

A História: Apesar de ter apenas 16 anos, Jessamine é uma menina muito solitária. Vivendo com o pai, um apotecário obcecado por suas plantas, ela se diverte cuidando de suas pequenas mudas de Belladona e tentando imaginar quais plantas maravilhosas (e venenosas) seu pai esconde no jardim que fica trancado e que ela não pode entrar.
Mas a solidão de Jessamine tem fim quando Thomas, seu pai, recebe a presença de um homem muito cruel em sua casa que lhe levava um rapaz, que misteriosamente conhecia muito de plantas.
Para Thomas, a sabedoria de Weed, o rapaz, era muito valiosa e ele o "adota" para obter mais conhecimento para curar as pessoas da cidade.
Mas o mero conhecimento de Weed era na verdade um poder extraordiário que ele apenas revela para Jessamine, com quem inicia um lindo e intenso romance.
Tão jovens e inocentes, os dois nem imaginavam que o amor poderia ser tão venenoso quanto as plantas daquele jardim secreto.

Minha Opinião: The Poison Diaries, na minha humilde opinião, não deveria estar caracterizado como um livro YA. Na verdade, ele é um verdadeiro conto-de-fadas.
Não é fácil apreciar a beleza desse livro porque ele não é simples. Ele é extremamente original, incômodo (no bom sentido da palavra), romântico e cruel. Não é uma leitura para se esquecer, é para ficar na lembrança por muito e muito tempo.
Com gosto de clássico, ele vai avançando lentamente, com um início explicativo, onde conhecemos Jessamine e nos comovemos com sua solidão e seu conformismo com a vida estranha que leva. Ao mesmo tempo que ela anseia viver longe daquele pequeno chalé, conhecer o mundo, ela não abandona o pai e se contenta com tudo que ele lhe ordena e proíbe.
Mas tudo isso muda quando chega Weed. Apesar de possuír seus vários segredos, ele vem como uma nova esperança para a menina, que passa a ter um amigo. Claro que esse carinho especial começa a se tornar amor, e ela é correspondida.
Infelizmente, se eu falar aqui da melhor e mais genial parte do livro, eu estarei deixando um enorme Spoiler e isso seria uma pena. Só posso dizer que eu fiquei abismada e hispnotizada da metade do livro para o final (não que a primeira parte seja ruim), e que é exatamente nesse ponto que ele merece o título de "conto de fadas".
O final me deixou de boca aberta porque eu não esperava. Até acho que há um gancho para uma continuação, que eu acabei de descobrir que existe, e seu nome é Nightshade. Quero leeeer!!!
Na última página do livro há uma menção à Duquesa de Northumberland, que realmente possui um jardim e um vasto conhecimento sobre venenos, que ajudou Maryrose a escrever esse belo e gótico livro.
Agradeço à gentil Maryrose Wood por ter me enviado seu livro e me dado a oportunidade de conhecer essa história fascinante.

Quantas Estrelas: *****

Tem uma trilha sonora? Open your eyes de Stream of Passion me parece muito boa para esse livro.

5 comentários:

Caue1507 testemunhou...

o livro parece lgl.. fiqei com uma pontada d curiosidade^^

--
hangover at 16

Kézia Lôbo testemunhou...

Essa resenha me encantou.. Adorei quero esse livro, e muitoo....
Principalmente por se repostar a um conto de fadas!

Luana Farias testemunhou...

Parece um livro maravilhoso, adoro livros com a menina na solidão e depois tudo muda, e essas coisas de plantas kkk, diferente.

Bjs

DÊ SEU TESTEMUNHO...