Unison - Andy Marino

Postado por Bia Carvalho

terça-feira, 2 de outubro de 2012

"Ela libertou um braço e agarrou uma das serpentes. Era lisa e metálica, como uma espécie de cabo. Deslizou a mão ao longo do cabo, até que chegou à própria testa. 
Eram fios que saíam de seu rosto"
Pág. 9

Editora: Jangada
Páginas: 265
Série: -
Faixa etária: 14+
Onde comprar: Saraiva

A História: Bem-vindo à Unison, a rede social do futuro, que conhece você melhor do que você mesmo.
Conheça também Misletoe, uma jovem que vive uma vida pobre, com seus aparelhos de tecnologia completamente ultrapassada; e Ambrose, um jovem magnata, herdeiro do império Unison. Suas vidas se cruzam de forma inesperada, permitindo que eles descubram que compartilham uma estranha ligação.
Juntos, dispostos a desvendar um mistério sobre suas próprias vidas, Ambrose e Misletoe se vêm perdidos em um jogo onde o final pode mudar completamente sua existência.

Minha Opinião: Sabe aquele livro que quase chegou lá? Pois é! Unison faz uma promessa, mas não a cumpre.
O clima do livro é legal. Realmente, como avisam na contracapa, ele tem similaridades com Matrix, Tron e afins. Mas elas não foram suficientes para me deixar completamente absorta na história.
Para começar, o início do livro é muito confuso. O autor sai jogando um bando de informações dentro de uma cena de ação que poderia ter sido de tirar o fôlego, mas não foi. Essas informações deram um nó na minha cabeça e eu me vi completamente perdida. Depois, a história vai tomando um romo mais coeso, que me permitiu entrar no enredo e seguir o fluxo sem me perder.
Mesmo assim, compreendendo o que estava acontecendo, achei a escrita de Andy Marino um pouco confusa. Talvez, por ser seu primeiro livro, ele não tenha experiência suficiente, mas, ainda assim, podemos considerar sua ideia completamente original e atual, e acredito que este livro vá agradar a muitas pessoas que curtem as mídias sociais. Eu, apesar de ser uma viciada em Facebook, não curti.
Em contrapartida, o grande ponto positivo do livro são os personagens. Misletoe e Ambrose foram construidos de uma forma muito interessante, mostrando o choque de culturas e posições sociais em um futuro totalmente alternativo. Esse contraste foi ainda melhor trabalhado porque os capítulos se alternam entre as narrativas de cada um, algo que muito me agrada, tornando a história bilateral.
Resumindo, o livro é cheio de altos e baixos, mas não é completamente decepcionante. Acredito que com mais experiência o autor teria feito um trabalho incrível.
Ah! Preciso elogiar o trabalho gráfico da Editora Jangada. Que capricho! Tanto a capa quanto a diagramação estão muito bem feitas e com os elementos essenciais para chamar a atenção. Parabéns!

Quantas estrelas:

Vídeo: The game do Lacuna Coil me parece bem propícia!

6 comentários:

AGRIDOCE testemunhou...

Esse é um estilo que não me chama muita atenção. Como sou da opnião que toda leitura é válida, se eu chegasse a ler é um estilo que não releria. Também achei a capa muito bem construida. bjs
Eykler

www.aghridoce.blogspot.com.br

camila testemunhou...

Oi amiga, eu não tenho nenhuma vontade de ler este livro, e agora depois de ler sua resenha, comprovei isto..

beijos
http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

Renata testemunhou...

Oi Bia!! Não curto muito esse estilo, tanto que até hoje não assisti Matrix. Sabendo ainda que vc não gostou totalmente...estou fora.
bjs

Verônica Sobreira testemunhou...

apesar de ter visto matrix. não li o livro que deu origem ao roteiro e nem leria. Alguns gêneros eu prefiro ver só nas telas. mas mesmo assim gostei da sua resenha Bia, bem objetiva.

Elimar Machado testemunhou...

Tinha ficado curiosa, mas já estou correndo desse livro agora. O estilo nem é o meu favorito, ainda mais com essa confusão que você mencionou, me tirou o pouco barato. Que venha o próximo!

Luiza Helena Vieira testemunhou...

Não é a primeira resenha que vejo sobre esse livro que diz que ele quase chegou lá. Mas, essas histórias virtuais me interessam muito. Só por isso, vou dar um voto de confiança para ele.

Luiza Helena Vieira
Obsession Valley

DÊ SEU TESTEMUNHO...