Fiquei com seu número - Sophie Kinsella

Postado por Bia Carvalho

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

"Não. Nada de surtar, Poppy. Contiua otimista. Só preciso pensar na situação por um ângulo diferente. Como... O que Poirot faria? Poirot não correria de um lado para o outro em pânico."
Pág. 8

Editora: Record
Páginas: 462
Série: -
Faixa etária: 14+
Onde comprar: Saraiva

A História: Poppy Wyatt acreditava que estava no melhor momento de sua vida. Estava prestes a se casar com um homem lindo, rico, inteligente e louco por ela. Tudo estaria perfeito se ela não perdesse o anel de noivado, herança de família, que valia mais de vinte mil dólares.
Desesperada, ela acreditava que nada poderia ficar pior, até que roubam seu celular.
Ora, mas nem tudo está perdido! Ela encontra um celular no lixo, então seja lá quem for que encontrar seu anel poderá avisá-la.
Contudo, o celular pertence a uma empresa, mais precisamente à assistente de Sam Roxton, um workaholic charmoso e com um senso de humor apurado que acaba dependendo de Poppy para lhe encaminhar e-mails. E, em uma troca de mensagens completamente inusitada, Poppy começa a descobrir mais dela mesma do que poderia imaginar.

Minha Opinião: Quem acompanha o Amor, Mistério e Sangue desde seu início, sabe que minha relação com o chick-lit não é das melhores. É um tipo de leitura que nunca me atraiu, mas que sempre despertou minha curiosidade. Infelizmente, minha primeira experiência não foi das melhores, mas resolvi dar uma segunda chance. E foi a melhor coisa que eu fiz.
Fiquei com seu número é uma comédia romântica da melhor qualidade, daquelas que te fazem rir do começo ao fim. A escrita de Sophie Kinsella é extremamente apropriada para o estilo, e ela sabe fazer humor como ninguém, além de criar personagens com uma química incrível.
Falando em personagens, acredito que qualquer mulher consiga se identificar um pouco com Poppy. Ela é tão real, tão imperfeita, que poderia ser uma de nossas amigas de infância. Seu jeito atrapalhado, inseguro e sua mania de querer ser querida por todos despertaram uma identificação imediata comigo. Sam, por sua vez, é apaixonante. Está longe daqueles mocinhos estilo Nora Roberts, que tanto me encantam, mas ele é doce, charmoso e cheio de personalidade. Além disso, é paciente. E precisaria ser, pois Poppy sabe ser irritante quando quer.
O livro é bem grosso, mas a leitura flui tão fácil que nem senti passar. Como disse anteriormente, assim como a identificação que aconteceu com Poppy, as situações, embora um pouco estranhas, parecem muito cotidianas. O desfecho, apesar de se tratar de um chick-lit, foi bem surpreendente, e gostei da forma como a autora desenrolou as coisas para que final pudesse ser feliz.
O que mais gostei na leitura é que trata-se de uma obra completamente alto-astral, com uma personagem principal que não se deixa abater por nada, que sabe sair das situações mais complicadas com simpatia e jogo de cintura. Isso torna o livro uma leitura completamente divertida, despretenciosa, perfeita para um momento menos otimista, onde você não quer ficar ainda mais para baixo. O que não é o meu caso, graças a Deus, mas mesmo assim, veio em boa hora.
Posso dizer, finalmente, que estou começando a me interessar por esse estilo que achei que jamais fosse me despertar a atenção. Então, só posso me aventurar em mais leituras como essa!

Quantas estrelas:

Vídeo: Fofa como o livro, Falling for you da Colbie Cailat é perfeita!

7 comentários:

Biazinha testemunhou...

Ahhhh me apaixonei pela sua resenha e pelo livro junto.... Eu amo chik Lit,mas nao são todos que me conquistam,mas tenho certeza que vou me apaixonar pela Poppy e pelo Sam....

Mais um para lista de compras,ai meu Deus.....


Bjssss


Bianca

Verônica Sobreira testemunhou...

Oi, Bia gostei muito de sua resenha.Ainda não li nada da Sophia Kinsella, apesar de gostar do gênero chick-lit. Qualquer dia leio. Valeu.

AGRIDOCE testemunhou...

Flor, gostei de sua resenha e é bom quando a gene se permite uma segunda chance e se surpreende, né? Ainda não li nada de Sophia Kinsella, mas um dia acabo lendo.bjs
Eykler

camila testemunhou...

primeiro adorei pelo simples quote que vc colocou,
Mrs Poirot, é o maximo!!
E sempre quis ler algo da Sophie, eu adoro livros
chick lit e ainda mais assim cheio de graça, livro
divertido.. assim que é bom..
espero um dia ler!!

beijos flor
http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

Liachristo testemunhou...

Eu adoro o jeito como a Sophie Kinsella escreve, e já li alguns de seus livros, e gostei de todos os que li. Mais um para a minha lista de desejados, que está se tornando infinita... kkkkkkkkkkkkkkk
Lia Christo
www.docesletras.com.br

Renata testemunhou...

Oi Bia!1 Eu adoro um chick-lit! Ainda não li nada da Sophie e sei que estou perdendo e muito.
Adorei sua resenha. adoro quando os personagens são tão reais que consigo na hora lembrar de uma amiga, prima, ou até mesmo de mim mesma.
Com certeza esse livro vai para a minha lista.
Leitura alto astral é tudo de bom. Afinal rir nunca é demais.
bjs

Elimar Machado testemunhou...

SOu suspeitíssima para falar de Sophie Kinsella. Amos seus livros de carteirinha. Mas não sou fã de chick-lit. Acredita? Só gosto do estilo quando leio essa autora. Gostei do fato de ser um livro alto astral. Não estou numa vibe para livros deprês... kkkkkkkkkk
BJS Bia! Adorei a resenha!

DÊ SEU TESTEMUNHO...