Conselhos amorosos de Emily Bronte - Anne Donovan

Postado por Bia Carvalho

quinta-feira, 29 de março de 2012


Editora: Essência
Páginas: 351
Série: -
Faixa etária: 14+
Onde comprar: Saraiva

A História: A doce e otimista Fiona ainda é muito jovem quando perde a mãe. Apesar de ser a filha do meio, ela se vê responsável pela família, já que seu irmão mais velho está em outro país e seu pai parece ter mudado completamente, tornando-se alcoolatra.
Contudo, Fiona também precisa cuidar de si mesma, de suas escolhas, de seus romances, medos e anseios. Para isso, ela encontra respostas para seus dilemas na vida de sua ídola, Emily Bronte.
Mas será que Fiona será capaz de conduzir a própria vida sozinha?

Minha Opinião: Quando comecei a ler Conselhos amorosos de Emily Bronte, já sabia que ele não seria um livro de auto-ajuda, até porque, se formos julgar por O morro dos ventos uivantes, Emily Bronte não tinha uma visão muito positiva do amor. Mas acreditei que leria um livro bem romântico, talvez de época. Não é o caso, mas também não me decepcionei.
O livro é um relato muito leve e ao mesmo tempo intenso do amadurecimento de Fiona. Leve e intenso? Sim, Anne Donovan conduziu uma história com suas pequenas tragédias, dosando exatamente a carga da emoção, não deixando que sua obra se tornasse piegas ou um dramalhão exagerado. Fiona perde a mãe, torna-se responsável pela família, sua irmã mais nova engravida aos 15 anos, ela faz uma escolha amorosa completamente errada, mas ainda assim, ela mantém o otimismo e a esperança.
Emily Bronte, apesar de fazer parte do título do livro, é uma coadjuvante na história. Ela "aparece" nas horas certas com suas poesias, biografia e obra literária, dando "conselhos" para a protagonista que a idolatra. É uma delícia ler frases isoladas escritas por Bronte e relacioná-las com a história. Mais divertido ainda é ver como Fiona lentamente deixa um pouco de lado o modelo de vida que ela criou, para construir sua própria realidade. É gostoso ver o crescimento interior dela, vê-la se transformar da personagem boba e fútil em uma mulher.
Acho, sinceramente, que a escolha do título desse livro não foi muito feliz. No original, chama-se "Being Emily", algo como: Sendo Emily. Claro que no Brasil não iria funcionar, mas poderiam ter se aproximado mais que daria mais certo. A verdade é que eu tive uma impressão completamente errada do livro antes de ler a sinopse. A surpresa foi agradável, mas de repente, outras pessoas podem se decepcionar. Fica a dica.

Quantas estrelas:

Vídeo: Já usei essa música em outra resenha, mas ela é muito perfeita para esse livro. Strong do After Forever, que fala sobre ser forte em tempos de adversidades.

5 comentários:

Camila Márcia testemunhou...

Ahhhh eu acho que eu iria gostar de ler esse livro, mas ele não vai pra lista de futuras compras. huahauahuah

Bjs.

Romances Deliciosos testemunhou...

Eu sou um pouco mais romantica. Relatos não me chamam muito a atenção. Eu gosto mesmo é de um amor ardente cercado de muita aventura... Bjs!!!

Vanilda testemunhou...

É a primeira vez que ouço falar desse livro e pelo título da resenha também esperava outra coisa. Claro, depois de ler seu relato entendi qual o enredo, mas nesse momento acho que não é um livro pra mim, apesar de que não descarto a ideia de no futuro pensar com mais carinho nele. Resenha muito esclarecedora. Gostei.

Andréia Nogueira testemunhou...

Eu já li comentários sobre o livro e a maioria esperavam algo mais romântico exatamente pelo nome...rsrsrsrs...
Mesmo assim, tenho vontade de lê-lo.
ótima resenha.
Bjos!!!
Andréia
Sentimento nos Livros

Fabrica dos Convites testemunhou...

Ainda estou um pouco indecisa se quero ou não ler este livro. Acho que vou esperar mais um pouco.
Bjs, Rose.

DÊ SEU TESTEMUNHO...