Um dinheiro nada fácil - Janet Evanovich

Postado por Bia Carvalho

segunda-feira, 29 de novembro de 2010


"Alguns homens entram na vida de uma mulher e a ferram para sempre. Joseph Morelli fez isso comigo - não para sempre, mas periodicamente."

A História: Ela estava desempregada, devendo prestações do carro, já tinha vendido metade de seus pertences e não tinha nada em vista, e olha que não estava sendo lá muito seletiva. Mas havia uma opção: poderia virar uma agente de captura, responsável por encontrar aquelas pessoas que não comparecem ao tribunal para pagar suas fianças à justiça. A firma era de seu primo e ela não parecia levar muito jeito para a coisa, mas era obstinada, ainda mais quando seu primeiro caso, torna-se uma questão de honra. Ela precisava capturar Joe Morelli.

O Romance: É uma mulher decente? Mantenha-se longe de Joe Morelli - descendente de italianos, é perigo na certa. Além de ser acusado de assassinar uma pessoa, mesmo sendo um policial, ele literalmente deflorou Stephanie há anos atrás quando ela ainda era uma adolescente. Agora é ele que nossa heroína precisa caçar, e sua primeira tarefa parece ser mil vezes mais difícil do que ela sequer imaginava. Primeiro porque Joe é muito esperto e não se deixa pegar tão facilmente e segundo porque ele realmente é irresistível demais...

Minha Opinião: Minha primeira experiência com um chick-lit foi... bastante negativa. Eu estava protelando minha introdução ao mundo desse gênero literário porque sempre achei que não ia gostar muito. Mas acho que não comecei muito bem.
Desculpem-me a opinião sincera, sei que essa série tem muitos fãs, mas eu não gostei de NADA nesse livro, a começar pela capa, passando pela personagem principal e também não me agradou a maneira como a autora escreve. Confesso que dei algumas risadas em diversos momentos, que até tentei gostar do livro, mas não deu. Não me ganhou.
Ah! Teve uma coisa que eu gostei do livro, e claro que vocês já devem estar imaginando que é Joe Morelli. Só avancei até o fim por causa dele, senão teria abandonado no meio.
Cada página que eu lia parecia que a autora estava meio que enrolando e se o livro todo fosse apenas um conto seria mais interessante, porque a idéia é boa.
Pessoal, como eu falei acima, essa é a minha opinião, tudo bem? Espero que ninguém tenha vontade de me bater :(
Mas podem ficar tranquilos, que eu ainda vou dar outra chance ao chick-lit, não me dou por vencida assim tão fácil.

Quantas estrelas: ** (ambas para Morelli)

Tem uma trilha sonora? Já que eu não gostei do livro e Joe Morelli foi a única coisa que me despertou algo de bom pela leitura, escolhi uma música para ele: Cowboy Casanova de Carrie Underwood. (Ah, pensaram que eu só conhecia rock??)

4 comentários:

La Sorcière testemunhou...

Oi Bia!
Também não gosto do gênero, porém, achei o livro legalzinho =)
Bjks
Alê

Débora Lauton testemunhou...

Poxa que pena Bia... eu acho esse livro razoável, mas existem muitos chick-lit melhores por aí...
Sinceramente, o que eu mais gosto é do romance, e bem, esse livro é fraquinho nesse quesito...
Se for pra dar mais uma chance, eu indico Menina de vinte, da Sophie Kinsella... sei que você leu minha resenha e sinceramente achei um livro muito bom, com risos, romances e um certo drama na medida ideal para um chick-lit... se você um dia ler, depois me conta, tá??

beijos,
Dé...

Renata testemunhou...

Oi Bia!!!
Eu curto Chick-lit, esse ainda não li então não posso dizer nada.
Experimenta ler Tem alguém aí? Marian Keyes, é super bacana e com certeza vc vai rir e chorar muito.
E concordo com vc, temos que dar nossa opinião sim,, mesmo ela sendo negativa, afinal nem todo mundo gosta das mesmas coisas.
beijos

Lu testemunhou...

eu gosto de Chcik-lit e tenho vontade de ler esse livro.
Não sou super fã do gênero, mas esse livro despertou minha curiosidade. ^^

Pena que sua primeira experiência não foi muito boa. =/

beijos. ^^

DÊ SEU TESTEMUNHO...