Sombras na casa e outros mistérios - Alexandre Gazineo

Postado por Bia Carvalho

terça-feira, 14 de junho de 2011

"A mancha rubra, escura e seca marcava o branco do vestido de noiva. Golpe com exatidão de cirurgião na altura do coração. Morte rápida. Uma bela moça, agora abandonada na zona cinzenta da morte, onde os traços do rosto mais bonito adquirem sempre aquela imobilidade pétrea, uma indiferença sólida sobre tudo o que continua a pulsar e se agitar no mundo dos vivos."




A História: Na vida do detetive Godofredo Gomes acontece de tudo um pouco. Mas ele parece preparado para qualquer coisa.

Ele não apenas um detetive competente, pronto para fazer seu trabalho. Ele é um detetive cheio de instinto, ansioso por jutiça.

Desde uma noiva assassinada, passando por um suicida em potencial ou o caso da morte de uma criança, ele sabe encontrar aquele ponto crucial que pode determinar o certo e o errado, o vilão e o bandido.

E ele jamais se dá por vencido...


Minha Opinião: Não sou muito fã de livros de contos. Sempre sinto falta de alguma coisa... parece que as histórias ficam incompletas, nos deixam a desejar. Porém, Sombras na casa e outros mistérios tem um detalhe que faz toda diferença: o personagem principal de todos os contos é o mesmo: o incansável policial Gomes.

Senti uma familiaridade em Gomes. Ao ler a solução aparentemente impossível de seus casos, lembrei-me de um detetivezinho pequeno, de nacionalidade belga, com um bigode peculiar e sua massa cinzenta infalível. Há muito de Hercule Poirot em Godofredo Gomes e foi exatamente essa inteligência e humanidade que me prenderam até o fim do livro.

A escrita é de uma simplicidade enorme e com isso, a leitura flui de maneira tranquila, com a surpresa dos desfechos inesperados e bastante intrigantes, bem escritos. Aliás, apesar de eu ter mencionado que a escrita é muito simples, Alexandre deu um ar poético às frases. Dá para ter uma idéia do que esperar pelo pequeno trecho que eu coloquei como citação no início da resenha. Com esse ar sombrio, segue toda a obra.

Vale dar um destaque a dois contos que foram os meus preferidos: o da "Rainha" e o do menininho assassinado. Especialmente o segundo mexeu comigo, não apenas por se tratar da morte de uma criança, mas porque o final foi o mais sentimental de todos. E como eu já sou mesmo bem sensível...

Parabéns a mais um excelente autor nacional. Isso serve como prova de que nós também podemos criar boas histórias policiais!!!



Quantas estrelas: ****



Tem uma trilha sonora: Não teve como não lembrar de Perry Mason do Ozzy Osbourne durante a leitura. Uma música que me traz excelentes recordações de minhas épocas de banda.






3 comentários:

Renata testemunhou...

Oi Bia!!!
Não consigo gostar de contos. Não adianta. Já li alguns, mas nenhum prendeu minha atenção. Sinto sempre falta de alguma coisa. Então esse com certeza irá demorar para entrar na minha lista.
beijos

Naniedias testemunhou...

Ao contrário de você, eu sou super ultra mega fã de contos *-* Adoro mesmo \o/ Esse livro parece ótimo =D

Ana Carolina testemunhou...

Poxa, estou começando a me interessar por livros nacionais e esse me agradou!

Bjs

DÊ SEU TESTEMUNHO...